Nome Original: The Help
Lançamento: 3 de fevereiro de 2012
Duração: 2h 17min
Gênero: Drama
Direção: Tate Taylor  


"Histórias Cruzadas",  mostra três diferentes mulheres extraordinárias no Mississipi durante os anos 60 que constroem uma improvável amizade devido a um projeto literário secreto que abala as regras da sociedade, colocando-as em perigo. De sua improvável aliança surge uma incrível irmandade, criando em todas elas a coragem para transcender os limites que as definem e a conscientização de que às vezes esses limites existem para serem ultrapassados, mesmo que isso signifique fazer com que todas as pessoas da cidade encarem os novos tempos. Intensa, cheia de pungência, humor e esperança, "Histórias Cruzadas" é uma história eterna e universal sobre a capacidade de criar mudanças.



Um ato de coragem pode transformar tudo.

Histórias Cruzadas (The Help) é um filme baseado no livro homônimo escrito por Kathryn Stockett e lançado aqui no Brasil pela editora Bertrand Brasil. Não sei dizer quantas vezes já assisti, mas sempre que vejo, é como se fosse a primeira vez!



Histórias Cruzadas contará a historia de Skeeter (Emma Stone), que acabou de terminar a faculdade e sonha em ser escritora. Assim que retorna a sua cidade natal, ela consegue em emprego, onde ela terá uma coluna doméstica. Como ela não entende nada sobre esse assunto, ela logo pede ajuda a empregada de uma de suas amigas, Aibileen (Viola Davis). É durante essas entrevistas que ela fica indignada com todo o tratamento que as empregadas recebem. É aí que ela tem a ideia de escrever um livro contando sobre a vida dessas domésticas; sobre as injustiças que elas enfrentam, sobre a luta de cada uma. Mas isso não será fácil, pois essas mulheres enfrentam o medo de serem descobertas. Aibileen é a única que decidi contar como é trabalhar para uma família branca, criar os filhos dos brancos, viver em função dessa família, cumprir suas funções, sem ter direito a nada.


Apesar de ser Skeeter que está ali, escrevendo a história dessas mulheres, o filme gira em torno da Aibileen, cujos relatos emocionam; suas denuncias do tratamento que recebe, ela expõe a relação entre patrão e empregada. Ela serve como inspiração para que outras mulheres também passem a contar suas histórias. Outra pessoa que merece destaque é Minny, personagem vivida pela Octavia Spencer, suas histórias apesar de serem dramáticas, trazem um alivio cômico ao filme.  Há também Hilly Holbrook (Bryce Dallas Howard), a odiosa e detestável patroa da Minny, cuja maldade faz com que todos torçam contra ela.


Em Histórias Cruzadas, podemos ver a luta pela igualdade nos anos de 1960, cuja luta pelos direitos civis começava a ser debatida, conforme os discursos de Martin Luther King eram cada vez mais frequentes.  Ao passo que cada empregada acrescenta seus relatos para a criação do livro, conhecemos mais da vida de cada uma, suas lutas para sobreviverem em uma sociedade em que os negros por muitas vezes eram vistos não como uma pessoa de igual valor, mas vistos como pessoas inferiores, sendo alvos de injustiças e atos de crueldade. 



Enquanto assistimos ao filme, começamos a pensar que muitas coisas mudaram ao longo dos anos, mas estamos longe de viver em um mundo onde o preconceito não se faz presente. Vivemos em um país com uma mistura de várias raças, mas o preconceito e o racismo ainda têm um índice elevado.  Não podemos fechar os olhos e dizer que vivemos em um mundo com igualdade, pois sabemos que isso infelizmente não é verdade. E o filme mostra bem esse aspecto; como a existência de um banheiro próprio para as empregadas, onde elas não poderiam mais usar o banheiro dentro da casa, pois poderiam transmitir doenças aos brancos, ou o fato de terem que sentar no fundo dos ônibus, terem que manter suas cabeças sempre baixas, não poder tocar nas mulheres brancas, etc.


O filme trata do racismo na década de 1960, mas isso ainda perpetua até os dias atuais. Vemos casos de preconceitos nas escolas, nas ruas, em qualquer lugar onde tenha a presença de um negro, ele será alvo de algum tipo de preconceito; seja por características físicas ou sociais. Os negros eram e são julgados pela cor da sua pele. São eles que mais sofre com a falta de igualdade na nossa sociedade. 

Por fim, Histórias Cruzadas traz consigo personagens comoventes e fascinantes, uma história que nos faz refletir sobre as injustiças daquela época.  Ele nos faz chorar, rir, torcer, nos revolta e nos emociona. Um filme que deveria ser visto por todos.


28 Comentários

  1. Nossa eu ainda não vi esse filme mas sei da história e realmente a carga dele e enorme, muito intensa, mas e lindo ao mesmo tempo, mostra o quanto ainda temos que evoluir, ótima matéria.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre quis muito assistir esse filme e depois de ler seu post estou ainda mais curiosa para conferir. E pelo modo como você expressou deve mesmo ser muito comovente e cheio de sentimentos fortes.
    obrigada mesmo pela dica!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. AMO esse filme. Já assisti dezenas de vezes e sempre me surpreendo com a qualidade e sempre fico muito triste e feliz ao mesmo tempo. Triste por saber que atos daquele estilo existiu e ainda existe... Mas feliz por saber que sempre tem gente boa por aí, querendo ajudar.
    A parte que a Aibileen deixa a casa que ela cuidava com a criancinha (não me lembro o dela...) é uma das mais tristes que já vi.
    Sem falar das atuações. A Viola Davis dando um show como sempre e a Emma Stone e a Octavia Spencer estão bárbaras.
    Esse é um daqueles filmes que se passar todo dia na TV, eu paro e assisto!
    Adorei a resenha!
    Bjss

    www.umolhardeestrangeiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Esta já é a 5ª vez que vejo alguma indicação a esse filme! E sinceramente, tenho muita vontade de assisti-lo! É muito triste perceber o quão ignorante é a sociedade quanto a questões raciais e filmes como esse com certeza servem para abrir os nossos olhos e mostrar que todos somos iguais e merecemos respeito. Ótima resenha, minha linda! E obrigada pela indicação!

    Leitora Compulsiva (também kkkkkk)
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Ainda não assisti o filme, mas eu sou doida para vê-lo, tenho um amigo que diz que o filme é muito lindo, e agora com sua resenha só cresceu ainda mais a vontade de assistir, e tenho certeza que vai me fazer chorar, ultimamente muitos filmes estão fazendo isso comigo.
    Tomara que eu consiga assistir logo.
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Sabe que eu ainda não vi esse filme, e nem li o livro? Mas lembro que, quando criei meu blog, a história fazia um sucessão na blogosfera, mas eu não tinha curiosidade de conhecer. Agora eu tenho...hehe' Infelizmente o mundo ainda está longe de ser justo e perfeito, né? Fico feliz ao ver que as coisas mudaram com o tempo, mas ainda não é o suficiente, tendo em mente todo o preconceito que ainda existe no mundo. Ler a sua resenha me deixou ainda mais animada para ler/ver o livro/filme, vou até anotar aqui para não esquecer.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Já assisti esse filme é acho ele lindo, porque apesar de ser uma história que se passa em uma década passada, isso ainda acontece muito nos dias de hoje.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  8. Fiquei curiosa pelo filme...ótima postage.
    www.docenerds.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Nooooooooossa, eu simplesmente AMO esse filme!!!!!! AMO a Viola Davis, essa mulher, minha nossa senhora, que atriz!!!!!!!!!!
    Filmes que tratam o preconceito e a luta dos negros pela liberdade e igualdade sempre me agradaram muito. São filmes densos, tocantes, chocantes, que sempre me fazem chorar litros! E como você bem disse, estamos longe de viver em um mundo livre de preconceito, seja ele de que tipo for, infelizmente. :(
    Bjão
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  10. Ainda não assisti o filme, mas acabei de incluir na minha lista para ver ainda no feriado da pascoa. Sou um adas poucas pessoas que não acompanha a carreira da Viola Davis, mas tenho visto a forma como ela tem aproveitado a sua imagem para levantar uma reflexão pertinente sobre a igualdade e mesmo sem conhece-la bem, eu já a admiro. Valeu demais a dica!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu conheço bem pouco dessa história, e até mesmo o filme eu ainda não assisti. Quanto ao livro, eu gosto quando abordam assuntos atuais como o racismo, e ainda traz um pouco da história, como o caso desse que se passa em 1960, trazendo como era o preconceito naquela época. Sobre o filme, eu gosto quando nos fazem refletir, e esse filme vai me fazer isso. Uma ótima dica, que vou anotar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse filme, quero procurar para assistir. Vou aproveitar esse clima frio e curtir no final de semana. Adorei sua dica de filmes.

    ResponderExcluir
  13. Ooi,
    gente que tudo! Não conhecia esse filme. E anotei aqui pra assistir no final de semana. Adorei a premissa ,onde fala sobre o racismo e preconceito com os negros. Que horror ter um banheiro separado para as empregadas domésticas não passar doenças para os brancos, gente ! E olha que é contando dos anos 60, e ainda hoje existe, talvez até pior. Muito boa a dica do filme.

    Beijos
    www.apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá Dani,
    Nossa, ainda não conhecia nem o filme nem o livro que deu origem a ele, mas achei muito interessante.
    Adoro histórias sobre racismo, principalmente se for no passado.
    Gostei muito da sua opinião sobre ele e já anotei o nome do filme e vou pesquisar o livro, pois gosto de fazer tudo na ordem.
    Beijos ♥
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Confesso que não assisto muitos filmes, e quando o faço acabo sendo re-assistindo os que gostei! Eu já tinha ouvido falar sobre esse filme, mas algo muito superficial, e por isso não chamou minha atenção, agora lendo sua resenha percebi que estava perdendo tempo. No elenco do filme há duas atrizes que gosto muito, Emma Stone e Viola Davis, por isso já anotei o nome, e assim que consertar meu pc, correrei para assistir. Pois gostei muito do tema abordado, realmente ainda há muito preconceito e desigualdade no mundo em que vivemos, o que é uma pena!

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/2016/03/resenha-111-pequenas-grandes-mentiras.html

    ResponderExcluir
  16. NOssa, eu ainda não conhecia esse filme mas achei uma crítica social aflorada nele. Fiquei muito interessada para assistir também e espero gostar pois o enredo me pareceu ser muito interessante

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o filme, interessante ser inspirado em um livro, vou procurar ambos para conferir. Achei a história bem interessante e como envolve o universo literário, me conquistou mais fácil ainda.
    Adoro livros e filmes que ressaltam a coragem e a luta das mulheres.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oie, não conhecia o filme, mas sei que é um ótima dica e vou vê-lo com certeza, pois é sempre bom vermos a realidade retratada em filmes, pois isso vem nos mostrar que as coisas estão em contantes mudanças, apesar de saber que ainda vai demorar demais para o preconceito sumir

    Beijos da Fê
    As Catarina´s / Fanpage / Instagram

    ResponderExcluir
  19. Oie...
    Vi esse filme na netflix já faz um tempo, mas confesso que não lhe dediquei a atenção merecida, até assisti algumas partes, mas não parei pra prestar atenção na história nem nada... Não sabia que era adaptação literária, vou procurar ele pra poder fazer o que já deveria ter feito, assistir e absorver as lições intricadas nele.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  20. Hello!
    Nossa, que filme incrivel!
    Nao conhecia Histórias Cruzadas e fiquei mtooo curiosa mesmo para assistir.
    Eu ja vi essa capa, mas nem sabia do que se tratava e agora fiquei louca de curiosidade.
    Racismo ainda é mto forte ate hoje, vou ver pra ver como trataram do assunto.
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  21. Oi, não conhecia o filme, mas vou anotar a dica, sempre busco filmes do gênero pra assistir. Adoro o tema, sempre nos ensina muitas coisas.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia o livro e nem o filme, mais sua resenha e o elenco do filme já me encantaram! rsrs
    Vou assistir o filme com certeza! :)

    beijos
    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Ola ainda não assisti o filme mas desde esse tempo já lutamos contra esse sentimento mesquinho que é o preconceito, gostei do tema e a forma como elas lutam contra os mal tratos e brigam por igualdade, afinal respeito ao próximo independente de cor é um dever de cada pessoa.ótima dica de filme e reflexão. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  24. Olá!! :)

    Ainda bem que gostaste e que conseguiste realmente aprender algo de novo com o livro! :) Parece-me muito importante!

    Sim, o filme trata de temas fortes, como é o do racismo e o da discriminação (a qualquer nível!)... Infelizmente, ainda não conseguimos evoluir tanto assim, porque ela ainda vagueia por aí... No século XXI ainda não conseguimos ultrapassar isso..!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  25. Olá tudo bem?
    Nunca assisti o filme e nem li o livro, não sabia nada a respeito até agora, pois nunca tinha lido uma resenha dele também hehehe.
    Eu gostei da trama, parece der daqueles filmes que nos deixa refletindo, como você citou sobre o quanto tudo mudou da época para cá, mas também nos faz refletir sobre a relação de patrão e empregado e sobre o racismo que infelizmente ainda é algo que acontece nos dias de hoje.
    Adorei sua resenha e espero assistir o filme pelo menos.
    Algo que achei triste é isso dos empregados não poderem usar o banheiro dos patrões, horrível esse preconceito, simplesmente desprezível.

    ResponderExcluir
  26. Oi Dani,

    Já faz um tempo que eu vi esse filme então não me lembrava de muita coisa e foi bom relembrar com os detalhes contados por você. Deu até vontade de re-assistir.

    Ahh, você foi marcada em uma tag lá no blog. Dá uma passadinha lá. Beijos.
    Ilau
    http://dialetica-literaria.blogspot.com.br/2016/03/tag-liebster-award.html

    ResponderExcluir
  27. Esse filme é sensacional, já assisti vária vezes e amo.
    belo post.
    Beijoos <3

    www.blogsemprebella.com.br

    ResponderExcluir
  28. Olá

    Faz um tempinho que vi esse filme e curti bastante, a estória eh bem envolvente e emocionante, adorei ver suas impressões e relembrar um pouquinho da trama.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!