Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Romance | 320 Páginas | Editora Intrínseca | Skoob | Classificação: 5/5  

Depois de muito tempo querendo fazer essa resenha, aqui estou eu. Já faz alguns meses que li esse livro e após finalizar a leitura, não estava conseguindo escrever nada sobre ele, não conseguia transmitir em palavras tudo que senti ao ler "Como eu era antes de você". Mas agora que passou um pouco dessa ressaca, trouxe para vocês a resenhas desse emocionante e maravilhoso livro. 


Depois que iniciei a leitura, parei logo no começo, não sei o motivo certo, acho que não queria ler e acabar sofrendo no final. Já sabia mais ou menos o que encontraria nesse livro, então preferi ir lendo aos poucos. Mas infelizmente, sem querer, eu acabei descobrindo o final do livro. A pessoa não disse abertamente o que acontecia no final, só um comentário que ela fez, eu acabei sacando praticamente o livro todo. Mas isso ajudou na minha decisão de retomar a leitura; esse comentário me deixou ainda mais curiosa e receosa também.   


Em Como eu era antes de você, somo apresentados a Louisa Clark, uma mulher que aos 26 anos não consegue parar em muitos empregos, ainda mora com os pais e está um relacionamento a mais de sete anos. Ela é uma pessoa sem muita ambição na vida. Após a noticia de que o café que ela trabalha está para fechar, surge uma vaga, porém essa vaga é para ser a cuidadora de um tetraplégico. Ela não tem nenhuma experiência para trabalhar em um emprego desses, mas mesmo assim ela vai, com a cara e a coragem, enfrentar esse desafio. Will Traynor é um homem de 35 anos: Will é lindo, inteligente, culto, que está sempre viajando e em busca de novos lugares para visitar, mas ele vê sua vida desmoronando, após sofrer uma acidente, que o deixa tetraplégico. Inconformado com sua nova condição, ele vira um homem extremamente amargurado e mal-humorado, mas isso começa a mudar a partir do momento em que Lou passa a trabalhar na sua casa.
“E sabe o que? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado coma possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim”. 

Assim que começa a trabalhar, Lou descobre algumas coisas a respeito de Will, como o fato dele ter tentado se suicidar e que seu contrato tem um tempo determinado: seis meses. Isso porque após esse período, Will pensa em ir a uma clínica na Suíça para morrer. Lou não consegue acreditar nessa decisão, então com a ajuda dos pais de Will e do seu enfermeiro, ela começa a elaborar umas série de planos para fazer com que Will mude de ideia a respeito da Suíça. Mas isso não será uma tarefa tão fácil como ela imaginava. Will está decido, e quase nada o fará mudar de ideia. Aos poucos ambos vão conhecendo mais um do outro, aos poucos também vai crescendo um sentimento em cada um. Will começa a incentivar Lou a ser mais ambiciosa, a pensar mais no futuro, a querer mais da vida. O relacionamento complicado que eles tinham no começo, vai se transformando em uma bela amizade que tem de tudo para se transformar em amor.
Estou lhe dando isso porque poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas”. “É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida (...)”.


A narrativa é feita em primeira pessoa. O que eu achei ótimo nesse livro. Geralmente eu prefiro narrativas em terceira pessoa. Jojo Moyes acabou comigo nesse livro, não só pelo romance (que foi o que eu amei), mas pela maneira como escreveu, a forma como descreveu sobre a vida de cada um. Nesse livro podemos ver - mesmo que sejam poucas coisas - como é a vida de um  cadeirante, sempre vemos ou lemos como é difícil a vida de uma pessoa nessas condições, mas lendo sobre isso nesse livro, eu pude ver as dificuldades que essas pessoas enfrentam todos os dias. Isso foi incrível para mim. Outro ponto muito importante na história é o relacionamento que Will tem com os pais, principalmente com a mãe; está explícito que eles se amam, mas não conseguem demonstrar esse sentimento, e com o fechamento de Will após o acidente, fez com que esse relacionamento piorasse. Lendo, eu ficava tentando entender como seria para uma mãe saber que seu filho tem o desejo de morrer em pouco tempo, o que essa deve estar sentindo. E acho que quando estamos lendo, acabamos julgando-a por de certa forma apoiar a decisão do filho. Mas no fundo a única coisa que ela quer, é ver o filho feliz.
Não quero viver assim, mãe. Não é a vida que quis. Não há perspectiva de recuperação, então, é bastante razoável pedir para acabar com isso da maneira como eu ache adequada.

Sou uma pessoa muito, muito, mais muito romântica. Uma manteiga derretida, então nem preciso dizer o quanto chorei lendo esse livro. Ele despertou em mim tantos sentimentos, me fez pensar em muitas coisas durante a leitura, que quando terminei de ler, a história ainda estava fresca na minha memória, mesmo depois de tanto tempo.

Sempre que as pessoas me perguntam se devem ou não lê-lo, minha resposta é sempre positiva.  Essa é uma leitura mais que recomendada. Se você procura um livro que te fará se emocionar, torcer, chorar, rir e se apaixonar, esse livro tem um nome: “Como eu era antes de você
 Não pense muito em mim.
Não quero que você fique toda sentimental. Apenas viva bem.
Apensa viva...


27 Comentários

  1. Impossível não se envolver com essa leitura né. Eu já li esse livro e estou pensando em ler novamente, por mais que saiba o quanto mexe com nossas emoções. Fico feliz que você também tenha curtido a leitura. Agora, vamos aguardar pelo filme, ansiosamente... Já me emocionei bastante com o trailer, imagina nos cinemas hahaha
    Beijos, Fer ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei esse livro. E também estou ansiosa pelo filme e sei que vou me emocionar muito com ele.

      Excluir
  2. Eu pensei que tinha sido uma das poucas pessoas a prestar atenção nas partes que descrevem um pouco a vida de um cadeirante. Fiquei muito impressionada ao descobrir o que mais eles tem que enfrentar, porque na maioria das vezes quando vemos algo na TV sobre eles só é falado sobre a dificuldade de se locomover.
    Parabéns pela resenha, ficou realmente muito boa! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Isso é mesmo verdade, sabemos poucas coisas sobre a vida de um cadeirante, apenas o que vemos na TV e ainda é muito pouco o que sabemos.

      Excluir
  3. oi Dani,
    nem preciso dizer que esse livro ganhou meu coração né? Espero me emocionar também com o filme (que por sinal tem o trailer que me faz derrubar mais lagrimas do que eu pensei ser humanamente possível)... Acabei de fazer a leitura de Depois de você e ainda não decidi se gostei ou não da tão esperada sequencia.
    Beijos

    Blog Relíquias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você não foi a única a chorar com o trailer, já estou me preparando muito para o filme, sei que vou sair da sala do cinema acabada.

      Excluir
  4. Todo mundo fala desse livro mas nunca li! Sua resenha foi ótima, me deu vontade de ler haha Sou muito romântica também e adoro um bom romance <3

    ResponderExcluir
  5. Olá Dani!!!
    Eu lendo sua resenha e meus olhos enchendo de lágrimas :'(
    Ainda não pude ler Como Eu Era Antes de Você, mas já está pra ser lido esses dias pois ganhei ele ano passado e desde então quero ler.
    É um livro que mesmo eu ainda não lendo já recomendo também só pelo que já ouvi falar dele rsrsrsrs
    Adorei a resenha :)
    Beijos!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. eu não tenho vontade de ler esse livro por causa da repercussão toda.
    Quando um livro tem uma adaptação literaria e começam a falar demais minha vontade vai embora.
    Mas por outro lado eu sei que ele é um livro bem sensivel. Parece ter uma história linda.

    ResponderExcluir
  7. Oi

    Acredita que eu não li?

    Primeiro que eu não gosto do estilo e depois também me contaram o final...eu tenho uma curiosidade que é saber COMO foi que aconteceu....mas aí só lendo né?

    Linda sua resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Esse livro está na minha lista de desejados já tem um tempinho, mas sempre acabo enrolando para comprar. Acho que tenho medo de não curti o livro da mesma maneira que a maioria das pessoas!! Amei a resenha...espero criar coragem e ler logo!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem.

    li este livro esta semana e amei. Adorei todos os personagens, menos o namorado da Lou. Haha. Mas fiquei encantada com a trama e não entendo porque demorei tanto para ler. Uma história incrível. E estou super ansiosa pelo filme.

    beijos
    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Também chorei muito lendo esse livro. Acho que é impossível alguém que seja romântica como nós, não chorar rs
    Também comecei a leitura sabendo que tinha um final triste, mas felizmente não sabia os detalhes.
    Que bom que também amou, vamos aguardar o filme agora, com um caixa de lencinhos hehe

    ResponderExcluir
  11. Realmente esse é um livro que desperta sentimentos,contraditórios as vezes,mas sempre intensos,também fiquei com uma super ressaca literária depois da leitura e não sabia como absorver tudo o que li e vivi durante o tempo que "passe" com esses personagens.

    Linda resenha .... Me deu vontade de revisitar a história.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Mais uma resenha que leio essa semana... Com certeza isso é um sinal para eu ler!!
    Vejo muita gente falando bem, acho que vou passar ele na frente de algumas leituras! Ótima resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Não tenho curiosidade nenhuma em ler esse livro, ainda mais quando tem sofrência... to correndo!
    Vou ver só o filme mesmo e me darei por satisfeita... rsrs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  14. Ola lindona preciso ler urgente esse livro, mas acredito que irei assistir o filme primeiro devido a falta de tempo, eu sei que vou me emocionar demais nesse livro, questionar as escolhas de Will e vai abalar meu pobre coração. Fico feliz que o livro te emocionou e vai ainda mais no cinema. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  15. Confesso que apesar de todo sucesso desse livro, tenho vontade de ler, mas medo de sofrer demais. Ultimamente estou buscando leituras que me inspirem e motivem a viver mais positivamente, não sei se esse livro entraria nessa categoria. Mas sempre leio opiniões positivas, como a sua, que dizem que valeu demais ler o livro. Não sei se conseguirei ler antes do filme ser lançado, mas gostei de saber suas impressões. Parabéns pela leitura.

    P.s. Nossa odeio quando alguém vem contar o fim dos livros. Passei por isso com A culpa é das estrelas =\
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi,
    Eu amei esse livro, li por indicação e nem sabia o que poderia acontecer. Para mim, foi uma surpresa, triste, e uma história empolgante. Minha esperança foi até o último momento.
    Me acabei chorando esse livro rsrs
    Parabéns pela resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Dani! Eu comecei a ler esse livro, muito lindo.
    contando os dias p o filme.
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Olá, Dani!
    Confesso que antes eu não queria ler esse livro, mas após ver o trailer do filme fiquei bastante interessada. A estória parece ser linda e emocionante! Amei sua resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    A Jojo também acabou comigo nesse livro, impossível não se envolver com a história. A carga emocional é grande demais.
    E depois que li, fiquei com ele tempos na cabeça. Sofri demais.
    Não sei se leria de novo, mas com certeza, eu tb recomendo a todos.
    Parabéns pela sua resenha, ficou ótima!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oiee Tudo bom???

    Os livros da Jojo sempre encantam.
    O que mais me encantou nessa história foi a realidade com que é relatada, os personagens são palpáveis, nada daquela perfeição ilusória, todos são cheios de defeitos. E a vida é abordada com todas as falhas e o sofrimento que ela tem.

    =)

    ResponderExcluir
  21. Eu amei o livro também, pois me identifiquei com o "muito mas muito muito romântica" que você usou pra se descrever. Chorei muito e também tive ressaca desse livro. O que mais me marcou foi o modo como só a Lou via Will, não como um patrão tetraplegico, mas como uma pessoa com sentimentos e vontades, privada de bastante coisa que ele estava acostumado, etc. E ela o compreende e tenta mostrar como a vida ainda é boa apesar disso.
    Adorei a sua resenha e concordo com cada linha.
    Beijos.

    Karla Samira
    www.pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. oi, tudo bem?
    estou criando coragem para ler o livro, e meu tempo está acabando, pois quero ler antes do filme. Assim como você, acabei descobrindo o final, mesmo que ninguém tenha dito diretamente, e sei que vou sofrer. Acho legal o foco da autora nas dificuldades de um cadeirante. A mãe da minha amiga é, e é muito complicado mesmo!
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá...Tudo bem??
    Sempre leio quotes maravilhosos desse livro... mas fico somente nisso... eu não tenho vontade de lê-lo, mas o filme eu quero muito assistir... claro que não estou ansiosa, como os leitores que já leram, mas eu estou querendo assistir se possível no cinema... e não ter que esperar... mais uma resenha linda e mega positiva... apesar do livro ser triste e de drama, acredito que Jojo soube construir um enredo que prende o leitor, mesmo com o tema forte.... curti demais ler a sua versão do livro..> Xero!

    ResponderExcluir
  24. Só escuto comentarios positivos para a Jojo e principalmente para esse livro. Acontece que com toda a comoção na blogosfera, ainda mais com a adaptação chegando eu já estou meio saturada da história, mesmo sem ter lido.
    De tanto ouvir falar do livro me desanimei, então não tenho a intenção de ler tão cedo. Quem sabe mais para a frente ele volte para a minha lista....
    Adorei as fotos!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    http://amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!