Segundo volume da série Ícones, sucesso da autora Margaret Stohl, coautora da aclamada série Beautiful Creatures. Num futuro distópico, a Terra foi invadida por alienígenas em uma onda de choque eletromagnético que tornou inoperantes a maioria da tecnologia humana. Embora os extraterrestres nunca apareçam, sua presença comanda o destino de todos. Nessa nova aventura, Dol e os amigos da resistência humana estão em fuga. Eles não podem ser mortos pelos Ícones, como são chamadas as naves-mães que controlam o mundo, mas mesmo assim estão sendo caçados.
Após descobrirem mais rebeldes escondidos nas montanhas, são surpreendidos pelas visões de Dol, que está dividida entre o amor de Lucas e a paixão superprotetora de Ro. Ela sonha com uma criança e faz nascer uma nova perspectiva na luta contra os ETs. Em busca dessa criança, o grupo irá descobrir novas informações sobre seu passado e, finalmente, terá que decidir de que lado ficar.
Jovem Adulto | 386 Páginas | Cortesia Galera Record | Skoob | Classificação: 2/5

Quando vi que "Ídolos" estava entre os livros a serem solicitados, fiquei na dúvida se valeria mesmo a pena solicitá-lo. Tinha lido o primeiro livro e, não tinha gostado muito da leitura, mesmo assim, resolvi dar uma segunda chance ao livro e também à autora.

Para os que não sabem, os livros foram escritos pela Margaret Stohl, que juntamente com a Kami Garcia escreveu os livros da série "Beautiful Creatures". Eu adoro a série "Beautiful Creatures", li a todos os livros, um atrás do outro, então, eu queria poder ler algo delas separadamente. Infelizmente, acho que comecei pelo livro errado ou pela autora errada.


Nesse segundo volume, vemos novamente as quatro crianças ícones, todos eles possuem poderes especiais. Eles estão em fuga, ao mesmo tempo em que tentam sobreviver e escapar dos Lordes. Durante a jornada, Dol, começa a ter sonhos com uma criança, todos do grupo acreditam ser uma criança igual a eles. E aí que eles partem numa jornada em busca dessa criança.

Quando estava lendo Ícones, encontrei nele vários pontos negativos, muito mais que positivos. A começar pelo ritmo bem lento, se o livro começasse lento e depois mudasse aos poucos, não teria problemas. Mas começou lento e terminou lento. Outro ponto negativo foi a protagonista; não me identifiquei nem um pouco com ela, para falar a verdade não gostei dela, não consegui simpatizar com a Dol, gostei muito mais de outros personagens do que dela. Também no primeiro livro foi a repetição dos nomes, isso me incomodou muito. E ainda tem um triângulo amoroso, que me deixou sem paciência nenhuma. Mesmo com todos esses pontos negativos, como disse, ainda quis ler o segundo volume, queria saber se tudo o que não gostei no primeiro, se repetiria em "Ídolos". E, infelizmente, não mudou muita coisa. 

O triangulo amoroso continua ali. Não é que eu não goste de um triângulo amoroso, gosto, mas pouco. Geralmente eu prefiro um romance a dois, onde o casal começa e termina juntos; não gosto muito dessa enrolarão que acontece entre um triângulo amoroso, fica aquela coisa bem chata, aquela indecisão entre quem vai escolher, quem a pessoa ama mais e, isso me deixa muito irritada.

 Sobre o ritmo de "Ídolos", continua um pouco lento. Em “Ídolos”, eles estão fugindo e em busca dessa quinta criança, mas não acontece quase nada ao longo do caminho. Nada que torne a jornada eletrizante ou empolgante, que te faça grudar no lugar que esteja lendo e só sair dali quando acabar o livro. 

Acontecem algumas coisas que me fez pensar: agora vai. Mas acabava tão rápido, que não dá nem tempo de ficar empolgada. E a protagonista, MEU DEUS! Que menina chata, não gostei dela em “Ícones” e continuo não gostando dela em “Ídolos”. Em compensação, eu adorei o seu melhor amigo, Ro.  Ele é bem mais legal que a Dol. É mais fácil gostar dele, ele é bem mais interessante que ela.


Quando ainda estava mais ou menos na metade do livro, a esperança de que poderia melhorar ainda estava comigo, infelizmente, ela foi me deixando no decorrer da história. Quanto mais páginas eu lia, mas eu via que não teria muitas surpresas me aguardando. Margaret Stohl pecou em tentar criar uma história sobre invasão alienígena, crianças com poderes, sendo essas crianças as salvadoras do mundo. Todos esses elementos seria um prato cheio para um ótimo livro. Uma pena a autora não ter conseguido transmitir tudo aquilo que eu estava esperando.

 Sobre a diagramação, como sempre a Galera Record está de parabéns. Não encontrei erros, o tamanho da fonte é perfeito para leitura, o papel usado também ajuda muito. A capa é bonita, mesmo sem muito elementos. 


O que posso dizer para finalizar essa resenha é: Leiam e tirem suas próprias conclusões! Não é porque eu me decepcionei com a obra, que vai acontecer o mesmo com vocês. Essa foi a minha opinião como leitora. Pensei muito quando estava escrevendo essa resenha, e resolvi escrever de forma sincera. Só torço para que o próximo livro consiga me surpreender! 



8 Comentários

  1. Bom, não li o primeiro volume e por isso não sei opinar nada sobre a trama. O que posso dizer na verdade, é que não tenho nenhuma vontade de iniciar essa série. Assim como você se decepcionou, já ouvi outros comentários com a mesma opinião, o que me desmotiva ainda mais.
    Beijos, Fer ♥

    ResponderExcluir
  2. Bom eu nunca tinha escutado sobre a autora e sua obras, ou então não lembro, mas confesso que também não me enchi os olhos, e estou com tanta leitura que colocar um livro para a arriscar não está em questão. Mas o importante e ser sincera viu. Continue assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Pela sinopse já não tinha me empolgado, e lendo sua resenha acho que não é para mim mesmo, é triste mesmo quando conhecemos um trabalho de um autor que já tinha nos agradado anteriormente e sua próxima obra nos decepciona, já tive isso com um autor, ainda quero ler outros livros dele, mas agora fico meio receosa.
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    menina acho que você ainda é uma grande vitoriosa em contonuar ler a continuação, livro que começa lento termina lento, nem me preocupo el er a contonuação.
    Uma pena o livro não ter funcionado pra ti.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?

    Sabe onde sua resenha me ganhou? Aqui: "Tinha lido o primeiro livro e, não tinha gostado muito da leitura". Eu sou parecida, não dou o braço a torcer.

    Ando meio sem vontade de ler distopia e ficção fantástica. Et's invadindo a Terra então está completamente fora da lista.

    Sua resenha foi uma delícia de ler, parabéns, você escreve super bem.

    bjss
    Bel Góes

    ResponderExcluir
  6. Ooi! Finalmente alguém que me entende também <3 Triângulos já não me agradam, quando a personagem feminina é ainda mais cheia de mimimi, aí pronto, não tem quem me faça continuar a leitura, por isso evito muitos livros que a maioria diz que é bacana, mas por saber desses detalhes, nem passo perto! Não conhecia este livro, mas pelo o que informou, já sei que não vai me agradar nem um pouco, e sabe, não estou com vontade de me estressar hahaha
    Parabéns pela resenha, a sinceridade contida está um arraso e bem argumentada <3
    Beeijos

    ResponderExcluir
  7. Oie! Ai, não consigo gostar de distopias assim, com invasão de alienígenas... :/ Que pena que você não curtiu o livro, pior que foi uma segunda chance, né, você leu o primeiro e tb não curtiu. Que puxa!
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu ainda não comecei essa nova série, e fico triste em saber desse ritmo moroso. Confesso que é algo que sempre me desanima nas histórias, ver uma certa enrolação para acontecer os fatos, ou até mesmo quando demora muito. Que pena.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!