Neste livro sensível e delicado, a autora utiliza o universo fantástico para falar sobre memória. O protagonista é Cosmo, um menino que vive com o avô e muitas vezes tem pouca paciência com ele. Na verdade, o avô sofre de Mal de Alzheimer e está perdendo a memória. Um dia, ele dá uma chave a Cosmo e pede que ele vá até a mansão de Blackbrick. O menino descobre que o local é, na verdade, um portal para o passado, e lá encontra o avô aos 16 anos. Com a nova convivência, ele vai conhecer de verdade sua história.

Fantasia | 240 Páginas | Cortesia Galera Record | Skoob | Classificação:  3/5 


De Volta a Blackbrick nos apresenta a Cosmo, um garoto que vive com os avôs, depois que sua mãe decidiu se mudar a trabalho para Sydney. Seu contato com a mãe é muito pouco e também com todos os seus outros parentes. Sua relação com seus avôs é maravilhosa; uma relação de amor e amizade. Mas tudo começa a mudar na vida de Cosmo a partir do momento que seu amado avô começa a se esquecer de pequenos detalhes da sua vida. Para cosmo, seu avô é a pessoa mais inteligente que ele já conheceu e por isso ele não aceita o fato de seu avô ser diagnosticado com Alzheimer. Todos os dias seu avô deixa de ser aquela pessoa que ele conhecia. Porém, em um breve momento de lucidez, seu avô lhe entrega uma chave, pedindo que Cosmo fosse a um lugar, e que chegando a esse tal lugar, Cosmo poderia encontrá-lo.


De Volta a Blackbrick é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista do Cosmo. Isso faz com que a leitura seja leve e bem divertida. Nos sentimos envolvidos pela perspectiva do protagonista. Sarah Moore Fitzgerald nos faz mergulhar de cabeça na leitura, nos fazendo sentir próximo do personagem. Sua escrita tem um toque de sensibilidade que faz toda a diferença na narrativa. Você pode até pensar que como o livro trata de um assunto um pouco delicado, que a leitura seria triste, mas não é esse o caso com essa obra; apesar do tema: Alzheimer, De Volta a Blackbrick  é muito divertido em muitos momentos.

“Sempre que eu começava a ruminar a respeito de algo, vovô me falava que o passado está congelado como gelo, e que o futuro é líquido como água. E que o presente é o ponto de congelamento do tempo. […] Ainda gosto de pensar sobre isso às vezes. Toda a raça humana – todos nós -, guerreiros do presente, tornando futuro líquido em passado sólido a cada momento que passa.”


Durante a leitura não foi difícil compartilhar dos mesmos sentimentos que Cosmo. Ele está passando por um dos momentos mais delicados que alguém poderia enfrentar. Isso faz com que tenha um amadurecimento pessoal nas pessoas; e foi muito bom ver esse amadurecimento no personagem. A forma como ele encontrou para enfrentar essa adversidade. Não temos um aprofundamento do tema aqui, acho que por se tratar de uma obra voltada para os leitores mais jovens, a autora decidiu tratar o tema de uma forma mais leve para o publico infanto-juvenil.


Além do Alzheimer, a autora aborda questões como o luto e a negação, bem como as formas que encontramos para enfrentar todas as situações em que nos deparamos.

 De Volta a Blackbrick, é uma leitura gostosa e relaxante, emocionante a alegre ao mesmo tempo. Traz no enredo momentos de reflexão e belas mensagens. Sarah Moore Fitzgerald reuniu alguns elementos que encantam a todos. Ela fala sobre amor, luto e memórias. Com leveza, Sarah criou um ótimo livro para todos os tipos de leitores. Tenho certeza que você também vai gostar!




3 Comentários

  1. Olá!
    Não conhecia o livro e gostei muito da premissa. Mesmo tratando desses assuntos de uma forma leve, é muito deixar o publico infanto-juvenil ciente de certas coisas que fazem parte da nossa vida. Gostei muito da premissa e irei colocar na listinha e quem sabe quando tiver oportunidade irei ler!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. taaí um livro que no momento eu não tenho a mínima condição de ler, por tratar do Alzheimer... ando com uams preocupações em familia por conta disso e se eu leio um livro assim, capaz de eu desabar :(
    mas imagino que seja uma leitura forte, mesmo que voltada para o público juvenil...
    bjs...

    ResponderExcluir
  3. Oiii como vai?
    Que livro mais lindo e amável, com toda certeza eu quero ler, achei a história tão fascinante e fofa, parabéns pela linda resenha e as fotos ficaram incríveis.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!