15 de julho de 2016

[Resenha] O Príncipe dos canalhas - Loretta Chase

Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Romance de época | 288 Páginas | Editora Arqueiro | Skoob | Classificação: 5/5 

“Ele era Dain, o lorde Belzebu em pessoa. Não temia a fúria da Natureza nem a da sociedade civilizada.”

Sebastian Ballister é o tipo perfeito de canalha, nunca amado pelo pai, sua mãe o abandonou quando ele era apenas uma criança. Assim ele é enviado para longe pelo seu pai que faz de tudo para escondê-lo de toda a sociedade. Longe de todos, o lorde Dain – mais conhecido como Lorde Belzebu –, cresce e se torna o pesadelo de qualquer moça respeitável. Ele não espera ser amado por ninguém, ele acredita que como nunca foi amado quando criança, ninguém o amará agora, ainda mais com a fama que tem. Até o momento em que ele conhece Jessica, irmã de um dos seus companheiros de farra, uma moça que não se sente afetada pelo seu jeito. Jessica não é nem um pouco parecida com as moças da sociedade, que fogem dele como o diabo foge da cruz. Ela parece enxergar além da mascara que ele deixa transparecer. Ela vê nele o que ninguém mais consegue vê. Dain não consegue acreditar que uma jovem como ela esteja interessada nele. 

Ela era possessiva... em relação a ele. Aquela criatura linda e louca – ou cega e surda – anunciara isso com a mesma frieza com a qual alguém pedia para passar o saleiro, e sem perceber que o eixo da Terra havia acabado de virar de cabeça para baixo.”


A história se passa na França, ao contrario do que imaginava ao começar o livro. Loretta Chase criou dois personagens únicos e especiais. É difícil não se apaixonar por eles, principalmente pelo Lord Belzebu. Dain é um homem com uma personalidade muito complicada, por tudo que passou durante  a infância, por tudo que sofreu com as humilhações de seus colegas, do preconceito e pelo abandono dos seus pais; ele criou para si uma barreira que ninguém até hoje conseguiu quebrar. Ele pode até ser visto por todos como um homem sem coração ou incapaz de amar, mas foi dessa maneira que ele encontrou para se proteger e nunca mais voltar a se apaixonar. Amei imensamente o personagem, mesmo ele sendo em alguns momentos um canalha e um patife, é impossível não se envolver com todo o drama vivido por ele. Já Jessica é uma mulher que está à frente do seu tempo, uma mocinha diferente de tudo que já vi até agora em romances de época. Ela é inteligente, decidida e ousada, com pensamentos próprios, não se deixa abalar por nada, sabe o que quer e vai em frente para conseguir, sem pensar duas vezes. Fiquei admirara com ela, sem dúvida foi uma das protagonistas que mais gostei.

"E ela não se soltou de seu pescoço. Não afastou sua boca da de Dain. Seu beijo era tão doce e inocentemente ardente quanto o dele era ousado e provocante. Ele se sentiu derreter sobre aquele ardor virginal, como se ela fosse a chuva e ele um pilar."


"O Príncipe dos Canalhas" é narrado em terceira pessoa. Aqui vemos um romance lindo, que mesmo com seus altos  baixos, mesmo com os personagens sendo difíceis e muito cabeça dura, com personalidades muito fortes – o que complica um pouco para se entenderem. Mesmo com tudo isso, o amor deles é tão lindo, que faz os olhos brilharem. Sebastian é um homem ferido, sem amor próprio, um homem que não acredita no amor verdadeiro. Mas que consegue ser apaixonante e muito irresistível quando quer. Com uma descendência italiana, ele faz qualquer uma ficar de pernas bambas (eu fiquei) quando decidi falar na língua da sua mãe.  

- Você não devia usar esse charme masculino – disse ela, com a voz sufocada. E tocou na manga da camisa dele. – O que eu fiz de tão imperdoável? Você me fez desejá-la, disse ele na língua de sua mãe. Você fez com que eu me sentisse solitário, apaixonado. Você me fez desejar o que eu jurei que nunca precisaria que nunca procuraria.

Eu sorri, chorei, torci, suspirei (e muito) na companhia dos personagens. Diverti-me muito com as cenas, com a relação de "gato e rato" de Dain Jessica. Com uma narrativa maravilhosa e surpreendente Loretta Chase ganhou mais uma fã e leitora mais que apaixonada pelos seus livros. Se antes já amava esse gênero literário, agora, depois de ler "O príncipe dos canalhas" fiquei ainda mais apaixonada. Se você assim como eu também adora um bom romance de época, com personagens igualmente adoráveis e inusitados, um amor de tirar o fôlego, não deixe de ler esse livro. Tenho certeza que todos irão amar!




13 comentários:

  1. Eu estava lendo sua resenha e sinceramente tenho que confessar que você escreve muito bem em? Eu gostei muito do desenvolvimento e principalmente de saber da história que aliás me parece ser bem romântico. Estou no momento agora lendo os livros da Julia Quinn, mas quero também ler esse, porque todos falam maravilhas dele e pelo seu ponto de vista vi que é um livro bastante envolvente de nos fazer dar suspiros do jeitinho que gosto. Sabe um livro que provavelmente tu vai gostar? Mas é nacional tá? AONDE QUER QUE EU VÁ da autora Beatriz Cortez. LEIA, você vai amar.

    Espero poder ainda ler esse ano se der tempo esse livro da autora Loretta, porque ainda não o fiz. Achei que a história eh linda =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! <3 Vou procurar esse libro que você falou, pelo que você disse, deve ser muito bom.

      Excluir
  2. Oiee

    Eu adoro romances de época e estou doida para ler algo dessa autora. As críticas são sempre boas.
    Gostei da mocinha ser de personalidade forte, adoro isso. E imagino mesmo, uma pessoa que passe por tantas coisas como Dain, só pode se fechar mesmo.
    Fiquei mais curiosa pela história. Espero logo ler esse livro!

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já li várias resenhas sobre esse livro e só me despertam a vontade de lê-lo!
    Estou aprendendo a gostar de romances históricos e esse livro me parece uma boa opção de leitura depois de tantas críticas boas que li sobre ele.
    Resenha ótima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu amei a sua resenha. Até então, não me interessava por esse livro, mas depois de ler seu texto fiquei louca para ler! Não sabia que a história era tão encantadora e já fiquei apaixonada Sebastian!! Legal o livro mostrar que as atitudes dele são reflexos das situações que ele passou, a protagonista também me agradou bastante! beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Quando li essa obra gostei muito de todo o desenvolvimento da história e também dos personagens que são incrivelmente cativantes. A autora soube trazer um romance histórico inovador,que tratou de algumas temas de forma muito bem elaborada. Simplesmente amei a história e estou um pouco ansiosa para ler o próximo livro.

    Abraços
    oblogcaentrenos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá Dani,
    assim não dá, pra cada canto que olho vejo um romance de época incrível rsrsrs
    Não tenho mais dinheiro meu Deus, já li quase todos da Madeline Hunter e da Julia Quinn, parei de ler o livreto da Arqueiro porque queria comprar todos os livros, aí vem vc com essa resenha ótima. Me Apaixonei rsrsrsrs
    Ele parece um personagem incrível e realmente marcante, imagino o que ele passou e ser um canalha foi o jeito que ele arrumou de se defender, amo as personagens femininas dos romances de época, no entanto são os homens que mexem com meu coração, acho que simplesmente por serem tão raros hoje em dia.
    Ótima resenha.

    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Excelente resenha, mas não me sinto conectada com esse gênero. Por mais que eu tenha tentado, não consigo, não me identifico com os personagens nem com o tempo em que ela se passa...

    ResponderExcluir
  8. Eu sou apaixonada por romances de época mas ainda não li os livros dessa série e tenho que dizer que estou louca para começar a ler logo. Gostei de ver a sua opinião e saber que você gostou tanto assim =D

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    O canalha mais amado rsrs
    Eu ainda não li esse livro da autora, li Sedução da Seda e amei!! Fiquei encantada com a escrita da autora e quero conhecer os seus outros livros.
    Parabéns pela resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi
    Sabe que eu torcia o nariz para esse tipo de livro? Aí então resolvi ler um romance de época e agora...me indica mais. ..por favor? Adorei o gênero e quero ler todos.

    Amei a sua resenha e obviamente esse é mais um que quero ler. . . logo. ..

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu amei sua resenha.
    Esse livro já está na minha lista, minha prima comprou, leu e se apaixonou. Por sua resenha vi que ela não estava exagerando.
    Eu quero muito conhecer Sebastian, amo esse nome, depois da maratona vou pedir o livro emprestado e saber mais um pouco do gênio conflitante dos dois *-*
    Parabéns pela resenha, ficou ótima mesmo.
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!!
    Nossa eu sou completamente apaixonada por romance de época.
    Ouvi coisas maravilhosas sobre esse livro e a sua resenha inclusive está impecável.
    Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas espero conseguir fazer isso em breve.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo