7 de outubro de 2016

[Resenha - Filme] O Lar das Crianças Peculiares

Nome: O Lar das Crianças Peculiare
DireçãoTim Burton
ElencoEva GreenAsa ButterfieldSamuel L. Jackson, Judi Dench, Terence Stamp, Ella Purnell
Duração: 2h 07 min
Nota: 6


Após a estranha morte de seu avô (Terence Stamp), o jovem Jake (Asa Butterfield) parte com seu pai para o País de Gales. Lá ele pretende encontrar a srta. Peregrine (Eva Green), atendendo ao último pedido do avô, que lhe disse que "ela contará tudo". Só que, ao chegar, descobre que o local onde ela viveria é uma mansão em ruínas, que foi atingida por um míssil durante a Segunda Guerra Mundial. Ao investigar a área, Jake descobre que lá há uma fenda temporal, onde a srta. Peregrine vive e protege várias crianças dotadas de poderes especiais.



É sempre complicado para diretores e produtores dirigir um filme que é a adaptação de um livro. E é sempre difícil para nós leitores, apaixonados pelo livro, ir ao cinema para assistir a essa adaptação. Nunca um filme será tão fiel a sua obra; nunca ficaremos realmente satisfeitos com o resultado; sempre iremos querer que o filme seja igual, ou pelo menos, que as mudanças não sejam tão absurdas. Certamente há casos e casos! Mas o que vi em O Lar das Crianças Peculiares foi um filme inspirado no livro, não uma adaptação do mesmo.


No filme, adaptado do romance (ou inspirado) O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, (Leia a resenha do livro clicando aqui) que é o primeiro da trilogia escrito por Ransom Riggs. Após um acontecimento trágico na família de Jake (Asa Butterfield), ele parte em uma viagem ao País de Gales acompanhado de seu pai. Essa viagem é para descobrir mais sobre o passado de seu avô. É em meio as ruínas de um orfanato, que ele encontra as crianças da qual seu avô tanto falava. Essas crianças não são comuns; elas são peculiares. Agora, Jake precisa fazer de tudo para proteger essas crianças dos terríveis Étereos.


Tim Burton (O estranho mundo de Jack), é o responsável por dirigir a adaptação, o roteiro fica por conta de Jane Goldman (X-Men: Primeira Classe). O que se espera de um filme dirigido por Burton é o visual incrível. Ele acertou muito bem em mostrar o lado peculiar da obra. Mas pecou em adaptar o livro.

 Para começar, aquela linda relação entre o Jake e o avô é mal explorada. Não há profundidade nessa relação que foi o ponto forte do livro. Foi por essa relação que conhecemos as criança do orfanato, ela foi a responsável por nos conectar com os personagens. O filme corre muito para nos levar para o orfanato e conhecer quem são essas crianças.


É difícil falar sobre as atuações do elenco; não temos a chance de ver muito deles. O destaque vai para Eva Green como a Srta. Alma Peregrine, como o nome da diz, ela é a alma do filme. Também Samuel L. Jackson como o vilão Barron e Judi Dench como a Srta. Avocet.


Quando foi anunciado que teríamos um filme sobre as crianças peculiares, fiquei muito empolgada. Adoro o livro e queria muito ver toda aquele suspense, mistério e aventura que o livro traz. No fim foi um bom filme, mas que não me surpreendeu tanto assim. O Lar das Crianças Peculiares tinha tudo para ser uma trilogia de sucesso. Estou torcendo para que suas sequências (isso se existirem) sejam mais fiel possível ao material original.



12 comentários:

  1. Sou do tipo que sempre se decepciona quando livros muito bons são adaptados ao cinema. É tanto que agora só assisto filmes adaptados quando eu não li o filme. Como eu não li esse livro pretendo ver o filme ém breve é poder julgar como ele e mesmo você dizendo que não é tão fiel ao livro. Gostei das suas considerações. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não li sua resenha !
    uhahuhua
    Quero ver desesperadamente esse filme e quero chegar na sala de cinema e falar para a tela : "-surpreenda-me!"
    uauhauhauhauha
    to mega ansiosa!!
    Me perdoa??? <3

    beijinhos!!


    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu quero muito ler esse livro, mas quando fiquei sabendo do filme resolvi aguardar, eu sou do tipo que não 'entende' as mudanças e acabo irritada, então vou ver o filme primeiro

    ResponderExcluir
  4. Como o livro em si já não me chama muita atenção, seja lá o que eu encontrar no filme pra mim vai ser bom... apesar do livro ter tudo o que eu gosto, tem algo nele que meio que me afasta da leitura, se o filme não me agradar, nem vou perder tempo lendo... não ligo de ver o filme antes quando passo por esse repúdio pelo livro, o filme normalmente confirma minhas duvidas ou me incita a ler... bem... vamos ler. Uma pena não ter sido satisfatório pra ti.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani, sua linda, tudo bem?
    Já li comentários de que não aproveitaram todo o potencial dos autores e que realmente não era fiel ao livro. Que pena que o principal que era a relação com o avô não foi mostrado com a profundidade que a história pedia. Mas confesso que estou muito curiosa para ver. Gostei muito da sua sinceridade, sua crítica ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu to louca para assistir esse filme, realmente uma adaptação nunca será fiel ao livro, mas acho que temos q relevar um pouquinho de tudo né! Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  7. Ooi! Que pena que o filme não foi o esperado. Nunca li os livros, mas pretendo ler um dia. Não sei se irei assistir o filme, mas já estarei com a consciência de que não está tãoo fiel. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Realmente concordo com você que, nós leitores, sempre teremos uma opinião forte quanto às adaptações e sempre tem aquele detalhe que gostaríamos que fosse retratado fielmente.
    Fico triste por saber que o filme não atingiu suas expectativas. Ainda pretendo ler e assistir e torço para que se for existir a continuação do filme, que acompanhem melhor o material original.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Ainda não li os livros, mas estão na minha lista! Fiquei encantada quando assisti ao trailer, até mesmo por que Tim Burton sempre arrasa em suas produções. Como não li o livro, acho que ia gostar do filme, espero assisti logo, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  10. Oie
    estou bem ansiosa pelo filme, parece ser muito bom e tenho ouvido muitos elogios, gostei da resenha e das fotos hehe fiquei ainda mais curiosa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ola lindona, eu ainda não li o livro nem assisti ao filme, mas é muito difícil uma adaptação agradar o leitor, uma pena essa ligação com o avó não ter sido bem explorada, pretendo assistir o filme. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!!
    Então eu to louca para ler o livro e assistir o filme, mas li muitas comparações dizendo que não era a mesma coisa e tudo mais... Sua resenha está perfeita, ainda quero assistir, mas acho que agora não tem problema eu ver sem ter lido o livro, mesmo o livro ainda estando entre os meus desejados.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo