Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Jovem Adulto | 336 Páginas | Editora Galera Record | Skoob | Classificação: 5/5

Não me pergunte sobre o passado e não espere por um futuro!

Devo dizer isso sempre que leio algum livro da Colleen Hoover: de como seus livros são maravilhosos, de como ela sabe criar uma história que nos prende as páginas dos livros, e de como ela sabe criar personagens incríveis. A verdade é que nunca encontro palavras que descrevam o quanto eu amo os livros da Colleen. 

 Quem leu ao menos uma de suas obras sabe que a autora consegue nos deixar apaixonados pela narrativa e viciada nos livros. Com "O lado feio do amor" não foi diferente; apaixonei-me por cada palavra e pelos personagens. Arrisco-me a dizer que esse foi um dos livros dela que mais gostei. 

O foco na vida de Tate Collins agora é o seu mestrado em enfermagem. Ela acaba de se mudar de São Franciso para morar por um tempo no apartamento de seu irmão, Corbin, que assim como seu pai, é um piloto de uma companhia aérea. Assim que chega ao apartamento, Tate se depara com um bêbado na porta de sua casa. Momentos depois, ela descobre que o cara bêbado é o melhor amigo de seu irmão e também seu vizinho de apartamento. Miles também trabalha junto de Corbin como piloto. Assim que se veem no outro dia (ele estando completamente sóbrio), uma forte atração cresce entre os dois, e eles não sabem como lidar com o desejo que sentem. 

“É assim que que acontece quando uma pessoa desenvolve atração por alguém. Ele não estava em nenhum lugar e de repente, ele estava em tudo. Quer você queira ou não.”

Um acordo é feito entre eles: eles poderão se envolver, mas apenas fisicamente. Tate não está em um bom momento para um relacionamento, e Miles carrega algo dentro de si que o impede de se relacionar com qualquer pessoa. Ele impõe duas regras a serem seguidas: não perguntar sobre seu passado e não esperar dele um futuro. Tate está convicta de que poderá segui-las e aproveitar ao máximo o relacionamento físico entre eles. Mas conforme o tempo passa e o envolvimento cresce, Tate percebe que sexo casual não é o suficiente para ela... o que há no passado de Miles que o faz ser tão fechado, que o impede de sentir e se entregar ao que está sendo oferecido a ele?

"Eu sei que o pensamento de confrontar seu passado te apavora. Ele aterroriza todos os homens. Mas às vezes nós não fazemos por nós. Nós fazemos isso para as pessoas que amamos mais do que a nós mesmos."

 O livro é narrado em primeira pessoa, e intercala entre passado e presente. Presente pelo ponto de vista de Tate e passado pelo Miles. A cada capítulo narrado pelo Miles, vai ficando mais evidente o que aconteceu, ou começamos a criar várias teorias sobre o passado do jovem. E quando chegamos ao final... é de tirar o fôlego! A linguagem é bem simples, informal, o que faz com o que o livro seja lido muito rápido. Digo isso porque, assim como com Um Caso Perdido, Sem Esperanças e Em Busca de Cinderela, eu simplesmente não conseguia parar de ler e, quando terminei de ler, a história ainda permaneceu na minha cabeça.

"Não é sua vida real que passa na frente dos seus olhos. O que passa diante dos seus olhos são as pessoas que são a sua vida."

Para quem não conhece o trabalho da Colleen Hoover, saiba que ela te fará sorrir, chorar, suar frio, sentir raiva e amor ao mesmo tempo, tirará seu fôlego e quando terminar, você vai querer mais... 

Sobre os personagens: Tate é uma personagem real, daquelas que sofre, chora, se arrepende, se engana. Algumas atitudes dela podem até ter me irritado um pouco. Miles no começo é extremamente grosso, trata super mal a moça; tudo isso na mente dele é para não sentir. Mas nem isso me impediu de torcer muito pelo casal 

"Você ainda está comigo porque você acha que eu vou mudar de ideia? Porque você acha que há uma chance de eu me apaixonar por você?" 

O que posso dizer para finalizar essa resenha? "O lado feio do amor" é viciante e envolvente. Com personagens maduros, diferente dos outros livros da Colleen. Uma ótima dica para quem procura um livro do estilo new adult para ler. Um ótimo livro para aqueles que ainda não conhecem a escrita da Colleen Hoover. Recomendo!

 "A diferença entre o lado feio do amor e o lado bonito é que o lado bonito é mais leve. Faz você sentir como se estivesse flutuando. Carrega você. As partes bonitas do amor seguram você sobre o resto do mundo."





2 Comentários

  1. Wow....faz tempo que estou querendo ler esse livro.
    Depois dessa resenha cativante, com certeza vou ler.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Eu sou completamente apaixonada pela CoHo, desde Talvez um dia. Assim que pude ler essa obra, juro que me emocionei horrores, chorei por décadas e nunca esquecerei o emaranhado de sensações que esse livro me trouxe. A autora sabe explorar muito bem o gênero, regado a muito drama e superação. Uma fofura!
    Beijo, Participe do sorteio do livro Twist de Tom Grass

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!