Nascer um Hallinson jamais foi tão promissor como em sua geração, no entanto, carregar esse sobrenome era ao mesmo tempo uma dádiva e uma maldição para os herdeiros do amor lendário de Mical e Octávio. Tudo porque Madascocia tornou-se a cidade do casal que venceu uma maldição. Muitos curiosos passaram a visitá-la em busca de felicidade, amor eterno, casamentos duradouros e a solução para seus dilemas. Além das inúmeras superstições como passar pela sombra de um Hallinson; lançar cartas ao rio Llyin que corta a Mansão de Bousquet; as donzelas e matriarcas almejavam matrimônio com um dos jovens herdeiros.Tentando adiar ao máximo esse desfecho, Samuel prolongou os estudos, mas, a saudade de uma donzela o faz retornar para casa antes do previsto. É em um baile que todos os seus planos de a cortejar ruem. Flagrado em uma situação comprometedora, vê-se obrigado a se casar.
Ela sempre soube como se esconder da sociedade, como passar desapercebida entre as pessoas e não chamar atenção. Não que fosse complicado, ela era a mais nova das filhas, a menos formosa de sua casa. A que nasceu com uma ofensiva deficiência. Por acreditar que jamais seria notada, Rosalina guardou um grande segredo: seu amor por Samuel Hallinson. O que ela não esperava era cruzar o caminho do rapaz em um dos momentos mais constrangedores de sua vida e mudar seus destinos bruscamente.

Romance de Época  | 248  Páginas | Cortesia autora Mari Scotti | Compre na Amazon | Skoob | Classificação: 4/5

Família Hallinson


2. A Noiva Devota

Quando solicitei "Montanha da Lua" para ler e resenhar, não poderia ter imaginado que amaria tanto o livro, a narrativa e seus personagens. Mas a verdade é que foi amor logo nas primeiras páginas. E como não poderia ser diferente, quis ler o segundo livro logo em seguida. Assim como seu antecessor, "A Noiva Devota" foi uma leitura tão agradável, que me vi mais uma vez perdidamente apaixonada pela escrita da Mari Scotti.

Nesse livro, conheceremos Samuel Hallinson, ele é o filho mais novo de Octávio e Mical. Desde criança, ele ouviu as histórias sobre seus pais e sobre o grande amor do casal. Sendo assim, não seria diferente ele querer se casar por amor. O jovem é estudante de Engenharia, mas já é formado em Advocacia, porém, não se decidia qual carreira se dedicar mais e seguir. A verdade, é que Samuel é uma pessoa muito indecisa e, essa indecisão foi o que casou uma grande confusão em sua vida.

"Eu era filho da lenda. E precisava superar expectativas além da minha própria capacidade. Estava destinado ao amor. E o que eu menos queria era encontrá-lo. O amor de meus pais ficou mundialmente conhecido, levando pessoas de toda parte do planeta a visitar nossa pitoresca cidade para apreciar o casal que quebrou uma maldição lendária."

Quando volta para a casa de seus pais, ele vai ao baile que sua irmã está promovendo em comemoração ao aniversário de casamento. Seu desejo ao ir a esse baile é rever a jovem Isabel, a quem ele nutre uma certa paixão. A moça por vez, está interessada em seu irmão, Gregório. Samuel consciente dessa terrível verdade, decidi tomar um pouco de ar na sacada da casa e lá se depara com a irmã de Isabel, Rosalina. A moça estava passando mal e Samuel tenta ajudá-la abrindo o espartilho dela. Mas o que ele não esperava era ser pego no ato pela mãe da jovem. O que causou um enorme engano e agora ele se vê obrigado a se casar com a irmã da jovem que pensa amar. 


No primeiro livro sobre a família Hallinson, vimos uma história de amor linda vivida por um casal apaixonante. Nesse livro, vamos ler sobre o filho mais novo do casal. De inicio gostei muito do protagonista, mas conforme avançava com a leitura, comecei a me irritar com ele. Que homem indeciso! Deu um pouco de raiva dessa indecisão dele, e ainda mais por algumas atitudes dele com a Rosa. Numa hora eu morria de amores por ele, mas em outra, eu queria socar a cara dele. Como Samuel é o segundo filho, ele não tem direito ao ducado; o que faz com que ele tenha uma pontinha de ciúmes do irmão. Ele ama Gregório, mas por vezes acha que o irmão rouba toda a atenção para si. Mesmo Samuel sendo formado em Advocacia e estudando Engenharia, ele não consegue se decidir o que quer fazer. Ele não tem uma casa própria, ou uma renda. Por isso, ainda depende muito do pai. Na cabeça dele, a mulher perfeita para se casar é  Isabel. Juntando isso a sua indecisão, ele não percebe a mulher incrível e maravilhosa que está bem na sua frente.   

Rosalina é apaixonada por Samuel desde os seis anos de idade. E com o tempo, essa paixão só faz crescer. Quando foram pegos no momento constrangedor na sacada, sua mãe passou a obrigar que Samuel se casasse com a filha. Contudo, Rosalina não sabe se abre mão de se casar com seu grande amor ou aceita a imposição da mãe. Desde pequena, Rosa nunca recebia a atenção necessária. Era a sua irmã que sempre recebia os vestidos mais bonitos e a atenção da mãe que desejava que a filha mais velha se casasse com o próximo duque de Hallinson. Rosa sempre se considerou defeituosa por conta de um problema na perna que fazia com que ela mancasse um pouco ao andar. Ela acha que se os cavalheiros soubessem desse "defeito" não a pediriam em casamento. O seu maior medo é que Samuel descubra sobre isso e nunca queira se casar com ela.

"Sonho com Samuel Hallinson desde que o vi comprando botas com o irmão mais velho há mais de dez anos e penso nele quando penso em um marido e em um matrimônio feliz."

Rosalina foi sem dúvida a personagem que mais gostei no livro. Ela é encantadora, forte, decidida e honesta. Sabe bem o que quer. Por isso, assim que sua mãe começa a exigir que Samuel se case com Rosalina para reparar o erro, a jovem o defendeu e nunca exigiu nada dele. Mesmo o amando muito, ela não poderia permitir que ele se casasse com ela sem amá-la.  

É um livro apaixonante, fluido, envolvente e encantador. A narrativa te prende e não te deixa largar até ter terminado. Torci muito para o casal; torci para que Rosa encontrasse a felicidade que ela tanto buscava; torci para que Samuel parasse com sua indecisão e enxergasse a mulher maravilhosa que estava bem ao seu lado.

 Pela segunda vez, apaixonei-me pela escrita da Mari. Ela sabe escrever muito bem um Romance de Época emocionante e empolgante. Recomendo esse livro a todos que conhece a escrita da autora ou queira conhecer. E para todos que amam um bom Romance.





4 Comentários

  1. Oi! Eu estou louca por essa série. Desde que vi uma resenha de Noiva Devota e descobri o primeiro volume, venho tentado ler, até porque li algo da Mari antes e gostei muito, e como sou apaixonada por romances de época, imagino que dessa história irei gostar ainda mais. Amei sua resenha, ficou maravilhosa!
    Beijo, http://leitoraencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por curtir tanto o livro! Gosto de antagonistas que não são pessoas. Em MDL é o medo. Aqui é a indecisão. São sentimentos, algo que nós fazemos a vida toda e nem percebemos (nos sabotando por medo, por não saber o que decidir, etc). E adoro quando as pessoas se irritam pela característica antagonista deles *_*.
    Obrigada pela resenha!
    Beijocas, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  3. pra quem gosta do gÊnero romance de época deve ser uma leitura cativante,ne? ^^fico feliz que você tenha apreciado a história... tentei ler outro livro da autora, mas a escrita não fluiu pra mim... parece interessante a personagem Rosalina ^^ gosto de mulheres nesse tipo dela...
    bj

    ResponderExcluir
  4. A capa desses livros são a coisa mais linda *.*
    Tenho bastante vontade de ler alguns dos livros da Mari, mas ainda não tive a oportunidade. Estou colocando os romances de época em dia por aqui e achei essa uma ótima dica!!! Adoro quando as histórias cativam e nos fazem torcer pelos personagens e pelo casal :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!