8 de fevereiro de 2017

[Falando sobre séries] Desventuras em Série - Primeira Temporada


Ainda não tive a oportunidade de ler os os treze livros que compõe toda a série, por isso, tenho que me contentar com o filme, e agora, com a série produzida pela Netflix. A série estreou no dia 13 de janeiro e teve um total de oito episódios. No mesmo dia, pude assistir três episódios. Pretendia assistir toda a série em um único dia, infelizmente, não foi possível. Agora que já terminei, vim contar para vocês a minha opinião sobre ela. 


Desventuras em Série foi derivada dos 13 livros escritos por Lemony Snicket (pseudônimo de Daniel Handler). A primeira temporada chegou na Netflix com oito episódios e contam a triste história de Violet, Klaus e Sunny. Acredito que a maioria se lembre da adaptação feita para o cinema em 2004.  Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith), de um dia para o outro ficaram órfãos após perder seus pais em um terrível incêndio que destruiu toda a casa onde moravam. Agora os irmãos se veem obrigados a morar na casa de seu tutor e parente mais próximo, o ator Conde Olaf, interpretado por Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother). O que os irmãos não sabem é que Olaf tem um objetivo: roubar a fortuna das crianças. Durante o tempo que ficam sob a tutela do Conde, Violet, Klaus e Sunny são forçados a realizar tarefas duras e sofrem com os abusos cometidos por Olaf.


No começo, eu não estava conseguindo me acostumar com a interpretação de Neil Patrick, estava com o Conde Olaf de Jim Carrey na cabeça. Mas, conforme fui assistindo aos episódio, comecei a me acostumar e gostar desta nova interpretação. Agora vejo que essa foi a melhor escolha. Neil Patrick entrega um Conde Olaf engraçado, misterioso e maquiavélico. Sem contar seu talento para a música. além de Neil, Patrick Warburton está incrível como Lemony Snicket - narrador da história -quebrando a quarta parede e nos pedindo a todo momento que não veja aquela história, porque ela não será nada agradável. E também tem o Sr. Poe (K. Todd Freeman), responsável por assegurar que as crianças fiquem seguras. Ele é o alívio cômico em muitos momentos na série. Destaques para Malina Weissman, Louis Hynes e Presley Smith interpretando os órfãos Baudelaire. Eles conseguiram fazer com que eu me sentisse próxima dos personagens e me envolvesse mais na história.


A série merece muito pontos pelo roteiro maravilhoso e pela direção de arte que me fez lembrar da Família Adams. Os oito episódios narram a história dos quatro primeiros livros e, cada um conta um plano de Olaf para obter a herança dos Baudelaire. A série ainda é recheada de mistérios envolvendo os pais dos jovens e a causa de suas mortes.   

Desventuras em Série foi melhor do que eu esperava. Mesmo com os episódios longos, não foi difícil grudar no sofá e só sair dali quando terminasse de assistir todos os episódios. ainda bem que ignorei os avisos na abertura para assistir outra coisa. O infortúnio agora é ter que esperar tanto tempo pela estreia da segunda temporada.







2 comentários:

  1. Olá.
    Está todo mundo falando desse seriado, mas eu assisti apenas o primeiro episódio e ainda não me cativou. Estou pensando em dar uma segunda chance.

    *Não conhecia seu blog, mas já estou seguindo para acompanhar as novidades!
    Beijos, * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dani. Eu sou suspeita para falar porque simplesmente AMEI a série, claro. Eu fiquei tão satisfeita que iria ter uma série falando sobre os livros que quase não vi pontos negativos (exceto as edições da Sunny, que ficaram muito ruins). Fora isso, estou amando e esperando que a segunda temporada seja lançada.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo