23 de fevereiro de 2017

[Resenha] Peça-me O Que Quiser ou Deixe-me - Megan Maxwell

Sozinha em Madri e mais uma vez desempregada, Judith precisa descobrir como se recuperar da separação de Eric e esquecer o tempo que passaram juntos na Alemanha. No fundo ela sabe que ainda deseja o Iceman. Sente falta dele e dos jogos eróticos que lhe davam tanto prazer. Para o alemão, a vida sem a espanhola parece ter perdido a graça. Desesperado, começa a enviar e-mails em busca de seu perdão.Neste último volume da trilogia, o casal se verá frente a frente outra vez e lutará para retomar sua relação. Mas os ciúmes e a superproteção do Iceman são motivos de constantes brigas, e Judith deverá encarar o fato de que talvez um futuro juntos não seja possível. Peça-me o que quiser ou deixe-me, Megan Maxwell conclui um das sagas eróticas mais populares da Espanha.

Erótico (+18) | 364 Páginas | Editora Suma de Letras | Skoob | Classificação: 3/5 


Série Peça-me O Que Quiser

3. Peça-me O Que Quiser ou Deixe-me
4. Peça-me o que Quiser e Eu Te Darei

Peça-me o que quiser ou deixe-me começa exatamente do ponto onde Peça-me o que quiser, agora e sempre termina. Judith e Eric brigaram (de novo) e acabaram se separando. No livro anterior ela o deixou depois de uma grande briga e voltou a morar em Madri, sem contar que também pediu demissão da empresa. Mas como não poderia ser diferente dos outros livros, Eric cansado de ficar longe da amada, vai atrás dela com a determinação para fazer o que for preciso para que Judith o aceite de volta em sua vida.  

Depois de mais uma reconciliação, os dois voltam para Alemanha e se esforçam para fazer com que esse relacionamento dê certo. Os dois têm uma personalidade muito forte e precisam fazer de tudo para que as brigas não os afastem novamente. A relação de Judith com Flynn, sobrinho de Eric melhorou muito neste livro e ela já se acostumou a viver na Alemanha

Os personagens do livro anterior continuam nesse livro. As festinhas continuam, as cenas hots estão mais intensas. Mas como esse casal não pode viver um minuto de paz, é claro que aparece algo para atrapalhar a felicidade deles. Resta saber se eles irão permitir que as desconfianças atrapalhem o que eles construíram, ou se passarão por cima dos problemas e enfrentaram juntos os conflitos.

Eu quis ler o segundo e terceiro livro porque queria muito ver alguma mudança, tanto nos personagens, como na forma como a autora escreve. Esse não é um livro que te força a refletir sobre a vida, ou suas atitudes - ele passa bem longe disso. Não há um aprofundamento na construção dos personagens ou nas situações vividas por eles. Todos os dramas e desafios que envolve os protagonistas são fracos comparados ao que já li em outros livros. Senti que a autora se preocupou mais com as cenas de sexo - com as descrições bem detalhadas dessas cenas -, do que com o desenvolvimento do Eric e de Judith e de seu relacionamento. Agora, se teve uma coisa que a autora conseguiu se sair muito bem, foi me fazer ficar muito irritada com a Judith. Algumas atitudes da protagonista me incomodaram muito, mais do que nos outros livros.

Em suma, Peça-me o que quiser ou deixe-me me decepcionou um pouco. Quando terminei de ler o livro anterior, pensei que encerraria a trilogia de forma positiva. Não estou dizendo que o livro é ruim, até que não é. Porém, deixou muito a desejar. Mas essa é a minha opinião. Se você tem vontade de ler a trilogia, leia e tire suas próprias conclusões. 


2 comentários:

  1. Oi, Dani. Eu amo essa série kk sei que muita gente não gosta dela mas eu sou apaixonada pela escrita da Megan e por esse casal. Não me irrito com a Jud porque sou muito parecida com ela, não orgulhosa sabe, mas sei me impor quando não gosto do que querem que eu faça por simples capricho, por isso gostei tanto dela rsrs
    Beijo! Leitora Encantada
    Participe do sorteio do blog e concorra a três livros

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani. Li a trilogia porque tenho curiosidade crônica rsrs Achei todos os livros muito superficiais e com brigas em alguns momentos desnecessárias. No ultimo livro senti vergonha alheia pela escrita da autora, empurrando uma personagem chata se dizendo forte. Pulei algumas cenas de sexo porque já estavam cansativas, quando precedia uma pensava "de novo?!". O único personagem que eu gostei foi o Bjorn. Até tentei ler o livro sobre ele, mas achei tão mal escrito que larguei. Livros hot é o gênero que eu menos leio, tentei mas não achei lá essas coisas.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo