4 de março de 2017

[RESENHA] A Fúria e a Aurora - Renée Ahdieh


Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado. 
Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga. 
Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.

Fantasia | 336 Páginas | Editora Globo Alt | Skoob | Compre: Saraiva  Submarino  Americanas  |
Classificação: 5/5 

Duologia "A Fúria e a Aurora"

1. A Fúria e a Aurora
2. A Rosa e a Adaga

“Eu te amo, milhares de vezes. E eu nunca vou me desculpar por isso”

A Fúria e a Aurora é o primeiro livro de uma duologia escrita por Renée Ahdieh e publicado no Brasil pela Globo Alt. A história gira em torno de Sherazade e do rei Khalid. O rei de apenas 18 anos é conhecido como um tirano, um monstro que todos os dias se casa com uma jovem diferente e, no dia seguinte, a mata; a melhor amiga de Sherazade teve o mesmo destino de muitas outras jovens. Em busca de vingança, Shazi decidi ser a próxima esposa de Khalid. Para continuar viva após a primeira noite, Sherazade passa a contar histórias ao rei, para que quando a aurora chegasse, o rei a mantivesse viva por mais um dia para ouvir mais das histórias da jovem. Seu objetivo é conhecer suas fraquezas e então, matá-lo. Entretanto, o que Sherazade não planejou foi sentir-se atraida pelo monstro que assassinou sua melhor amiga. À medida que convive com o rei, Shazi percebe que Khalid carrega dentro de si muita dor e sofrimento, e ela começa a buscar um motivo que explicasse tantas mortes.  

“Quando ela enroscou seus dedos no cabelo dele para puxar seu corpo contra o seu, ele pausou por um instante, e ela soube, como ele soube, que estavam perdidos. Perdidos para sempre nesse beijo. Esse beijo que mudaria tudo.”

O livro é narrado em terceira pessoa, nos possibilitando ver vários pontos importantes. Desde o início eu sabia que havia alguma coisa por trás da história de Khalid, sabia que ele guardava segredos, que tinha que haver uma explicação para seus atos. E, ao passo que avançava com a leitura e descobria quais eram esses segredos, mais apaixonada eu ficava pelo rei. Khalid é uma pessoa atormentada pelo passado, tendo que carregar o peso da responsabilidade, sem poder dividir sua dor com ninguém. E, é muito bom ver que aos pouco Sherazade vai realizando algumas mudanças na vida de Khalid. 

Temos alguns personagens secundários que são muito importantes para a história; o principal deles é o melhor amigo de Sherazade, Tariq, que também é apaixonado por ela. Sei que quando vemos isso em um livro, sabemos que é indício de um triângulo amoroso, mas FELIZMENTE, eu não chegaria a chamar isso de um triângulo amoroso. Estava na cara que a jovem se apaixonaria pelo menino-rei e que Tariq ficaria chupando dedo. 

“Eu sei que o amor é frágil. E amar alguém como você é quase impossível. Como segurar algo quebrado durante uma tempestade de areia feroz. Se você quer que ela o ame, proteja-a dessa tempestade… E cuide pra que a tempestade não seja você.”

Fui fisgada desde o começo, desde o epílogo do livro e, quando mais eu avançava com a história, mais envolvente ela ficava. E quanto mais lia, mais encantada eu ficava pela narrativa fantástica que a autora criou. Sempre gostei muito de livros sobre mitologias, e conhecer alguns pontos da mitologia presente nesse livro foi um dos pontos altos do livro; só gostaria que tivesse mais detalhes dos lugares e costumes desse povo. Talvez você se atrapalhe com as palavras complicadas do livro, pelos nomes diferentes (e esquisitos). O que nos salva nessas horas é o glossário que tem logo no começo do livro, onde você pode ver o que significa cada termo.

Um livro cheio de aventura, romance, ação, fantasia e, é claro, mitologia. O final te deixará instigada a ler o próximo livro, que já foi publicado aqui no Brasil. Então, se você se interessou por A Fúria e a Aurora, não deixe de lê-lo.  





21 comentários:

  1. Olá, muito boa a sua resenha. Eu tenho uma vontade enorme de ler esse livro, não só por querer descobrir o que leva o protagonista a ser como é, mas também por amar demais releituras e histórias que se passem em lugares diferentes.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!!! Parabéns pela resenha! Eu deixei o livro esquecido na estante por não saber o quanto era bom, mas já vou lê-lo, parece ser tão legal!!!!
    Ansiosa, será minha próxima leitura <3
    JP

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Estou super animada pra ler esse livro. Ja tinha lido outras resenhas e amado e a cada comentário fico com mais vontade.
    Dica animadíssima!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  4. Olá !!! Comecei a leitura desse livro e estou amando também. Recebi recentemente a continuação A rosa e a adaga.
    Uma leitura que vale super a pena !!! Muito boa sua resenha !!!
    super bjoooooo

    ResponderExcluir
  5. Hun, bem cópia de as mil e uma noites, exceto por um ou outro detalhe... Dessa vez, deixo passar a dica de leitura... Já conheço a história original mesmo...
    Já tinha visto essa duologia mas não senti interesse de ler...
    Bjs...

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?

    Já li outras resenhas e, apesar da capa e o título serem atraentes, tô bem chocada com a história. E mais ainda por isso ser vendido como uma história de amor. Um homem atormentado, que age como um monstro... E a menina vai lá e se apaixona por ele? Que péssimo. Totalmente aquela coisa de oferecer uma desculpa para o comportamento do personagem. Totalmente preocupante também.
    Passo a indicação, apesar de ter gostado da resenha.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu li uma versão resumida de as mil e uma noites na escola, mas não lembro de ter gostado muitooo. Entretanto, tenho muita vontade de ler esse livro. Acho que pela abordagem diferente que ele faz desse clássico, focando mais no romance e nos conflitos do rei. Também achei positivo não ter um triângulo amoroso! Sua resenha me fez ficar com mais vontade de lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Tenho amigas que já leram os livros e rasgam elogios sobre a história. Fiquei bem curiosa, ainda mais agora com o segundo lançado e por isso dica anotada <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani, já conheço a duologia, e acho uma mistura incrível esta que a Renee criou. Lembro que quando este livro foi lançado, eu não me interessei muito, mas depois fui lendo as resenhas e minha visão mudou. Será interessante ler a forma como ela imaginou este clássico tão conhecido.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Olha, n]ao sou fã de fantasia, mas tenho lido tantos comentários sobre esse livro, inclusive uma amiga, que tem um gosto literário parecido com o meu, leu e amou esse livro, deu excelentes recomendações, por esse motivo estou bem curiosa e sua resenha só confirma isso! O livro já tenho, só falta tempo para ler!

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Tenho vontade de ler este livro desde o lançamento!
    Que bom saber que ele prende dessa forma! Estou esperando $$ pra poder comprar!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Dani, tudo bem?

    Já tinha visto algumas postagens desse livro, mas não sabia do que se tratava a sua história. Ao ler a sua resenha fiquei maravilhada com a história, o livro tem um tema que me agrada bastante e sempre me envolve do início ao fim. Me lembrou um pouco das novelas que passam na Band haha Adorei a resenha, está maravilhosa!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá, não conhecia esse obra e gostei bastante do enredo. É tão bom quando o livro nos envolve e prende de tal maneira que fica quase impossível parar de ler.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oiii Dani, tudo bem?
    Que resenha incrível menina, eu sou fascinada por essa obra por mais que nunca tenha lido, apenas li resenhas, fiquei encantada diante de tanta aventura que a trama traz, espero ler em breve e ótima resenha.
    Abraços querida

    ResponderExcluir
  15. Na qualidade de bailarina do ventre, posso me considerar uma fã inveterada da cultura árabe, incluindo a literatura de As Mil e Uma Noites (histórias belíssimas!). Desde o lançamento desse livro, que vi ser uma releitura muito bacana, tenho vontade imensa de ler. Dá pra ver que a autora criou uma nova história, apesar de baseada, totalmente independente e com ótimo conteúdo. Adorei!

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Essa capa é um amor e esse livro já está na minha lista de leitura.
    Quero muito ver essa história da Sherazade contada de uma forma diferente.

    Adorei a resenha! :)

    ResponderExcluir
  17. Oii!
    Não conhecia essa duologia. Fiquei bem intrigada com esse costume do rei Khalid de matar as mulheres com que casa. Com certeza deve ter uma explicação bem mirabolante sobre isso rs. Agora Sherazade foi bem esperta, mas será que ela vai conseguir se vingar do rei mesmo gostando dele? Já coloquei na minha lista, com certeza vou querer ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu já li um livro com a história de Sherazade e achei tudo muito interessante, por isso fiquei animada com essa obra, pois deve ser muito bacana acompanhar um novo desenvolvimento para a história. Não sei se conseguirei gostar de Khalid, mas imagino que deve ser realmente interessante ir descobrir mais sobre ele e seus segredos. Enfim, espero um dia ler essa obra ainda e gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Adorei sua resenha! Já tive vontade de comprar esse livro, mas deixei de lado. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  20. Oi Dani,
    Pelo visto a aposta da Globo Alt nesse livro deu muito certo. Gostei de conhecer suas impressões e elas só me deixaram ainda mais curiosa para saber o que vou achar dessa obra. Estou me perguntando o que acontece nesse livro e quais são as aventuras que todos amam.
    Claro que anotei a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Já tinha visto a capa desse livro, mas nunca tinha lido a resenha. Gostei bastante da premissa!
    Vou anotar a dica
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo