Uma história repleta de magia e mistérios, da autora de As Crônicas de Spiderwick
Hazel e seu irmão, Ben, moram em uma cidade onde humanos e fadas convivem. A magia aparentemente inofensiva desses seres atrai turistas de todas as partes, que querem ver de perto as maravilhas do lugar e, principalmente, o garoto de chifres e orelhas pontudas que descansa em um caixão de vidro. Hazel e Ben eram fascinados pelo garoto quando crianças. Mas, à medida que crescem, as histórias e teorias que inventavam perdem o encanto. Eles sabem que o garoto de chifres nunca acordará... Até que um dia ele acorda. Agora, os irmãos precisam se tornar os heróis que fingiam ser em suas brincadeiras e desvendar os mistérios que envolvem aquele príncipe com chifres.

Infanto-juvenil | 294 Páginas | Cortesia Galera Record | Skoob | Compre: Saraiva  •  Submarino   •  Livraria Cultura | Classificação: 4/5 
Fui surpreendida com um presente enviado pela Galera Record semana passada. Eles enviaram uma caixa, cheia de folhas secas, acompanhada de um vidro com um perfume maravilhoso e, é claro, um livro... Fiquei bem feliz por ter recebido o livro, acompanhei as publicações da editora sobre o lançamento e fiquei muito ansiosa para ler o novo livro da Holly Black. Este não é o meu primeiro contato com a autora, já tinha lido um outro livro dela e tinha ficado encantada com a escrita da Holly e com a história que ela desenvolveu. Hoje trago para vocês a resenha de O canto mais escuro da floresta.
O livro contará a história de dois irmãos, Hazel e Ben  e dos moradores da cidade de Fairfold. Esta cidade não é igual as outras, o povo dessa pequena cidadezinha divide espaço com o povo das Fadas. O Povo vive na floresta que cerca  Fairfold. Eles vivem de maneira pacifica com os humanos. A cidade sempre viveu cheia de turistas que iam até o local atraídos pela magia que existe ali, pelas histórias sobre O Povo e, também, por um garoto de chifres e orelhas pontudas  que dorme em um caixão de vidro. Por séculos ele permaneceu no mesmo lugar, adormecido... Até que chega um dia em que ele acorda.   
Ninguém da cidade sabe como o garoto acordou ou quem o acordou. Quando ficam sabendo da notícia, Hazel e Ben saem em busca do garoto de chifres, porém, no caminho para encontrá-lo, eles enfrentaram perigos que eles não imaginavam.  
Desde que li A menina mais fria de Coldtown, sabia como era a escrita de Holly Black. Ela tem uma escrita envolvente, que prende o leitor desde o começo do livro, o instigando a continuar a leitura até ter chegado ao final do livro. Ela introduziu muitos seres fantásticos, tornando o livro cada vez melhor. Os personagens são muito legais. Gostei muito da relação entre os irmãos, seus motivos para protegerem um ao outro... é muito bonita a relação deles.  
Embora eu tenha achado semelhança entre os elementos fantásticos deste livro com outros livros de fantasia, não foi difícil me envolver na história, de ver-me dentro da narrativa, imaginando tudo na minha cabeça. Devo alertar que o público do livro está voltado mais para o infanto-juvenil, então, não sei se todos vão gostar dessa narrativa.
Sempre quando pego um livro como este, tenho de falar sobre a edição: ela está INCRÍVEL. A capa é linda, cheia de detalhes, há  uma folha de guarda com os mesmos desenhos da capa, o que deixa o livro ainda mais bonito.
Finalizo essa resenha dizendo que gostei muito da obra, li em uma tarde. O livro é muito fácil de ser lido, é leve e muito agradável. Estou mais que ansiosa para ler agora outros livros da Holly Black. Eu recomendo! 



5 Comentários

  1. Estou com esse livro aqui em casa, completamente apaixonada pela capa! Coisa mais linda! Vou ler logo!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  2. Oie amore,
    Meu Deus... o que vi de gente recebendo essa belezura de parceria... quero também...
    A capa me chamou muito a atenção e ele já está em minha lista de desejos. E lendo sua resenha fiquei ainda mais curiosa pela leitura.

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Que capa linda, né?
    Infelizmente este não é o tipo de literatura que me chama atenção.
    Fico feliz que tenhas gostado e que a leitura tenha sido leve e agradável para ti.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani, tudo bem??
    Quase comprei este livro ontem, mas confesso que foi mais pela diagramação do que pela história em si... Porque este livro é uma lindeza demais, perfeito, ainda mais porque amo borboletas rs. Bom, mas lendo a sua resenha, percebo que o livro não é para mim, eu não iria curtir a história.. eu não sei o que acontece comigo, mas para ler algo de fantasia a história tem que me chamar e infelizmente não me senti assim com esta, mas esse é um problema meu e doido hahaha... adorei a sua resenha xero!

    ResponderExcluir
  5. Oiii, adorei sua resenha, fiquei muito interessada mesmo pelo livro, eu amo aventura, com fantasia, principalmente dessas que te prende a atençao e te transporta para o local! Ja quero logoo
    beijosss

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!