O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada? Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade. Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de crista? Oito segundos... uma história de amor e paixão superando as diferenças. 

Romance | 280 Páginas | Editora Suma de Letras | Skoob | Classificação: 4/5  

Esse é o segundo livro que leio da Camila Moreira, por isso, já conhecia um pouco a forma como a autora escreve. Estava tentando decidir qual seria minha próxima leitura do mês, quando lembrei que tinha o livro em e-book, então,  acabei o escolhendo. Apesar de saber desde o início que se tratava de uma história um tanto clichê, não me arrependo da minha escolha. A leitura é bem envolvente, que fiquei presa a ela desde o comecinho. Fiquei lendo sem parar, ainda mais porque li no caminho casa/faculdade, e nada melhor do que passar todo esse tempo no ônibus/metrô lendo.   

A obra gira em torno de Pietra e de Lucas. Pietra é uma patricinha fútil, mimada, superficial, que só pensa em seu futuro apartamento em Paris. Mas para que ela consiga o tão sonhado apartamento, ela precisará passara um mês na fazenda da família. Ela decidi fazer o sacrifício, mas esse tempo na fazenda não será nada fácil para ela. Logo quando chega no lugar, Pietra conhece Lucas. Diferente da moça, Lucas é um cara amoroso, principalmente com o tio e a prima, o qual ele considera sua irmã. Ele também é o veterinário da cidade, e além disso faz muito sucesso entre a mulherada. A única coisa que os dois têm em comum é a vontade de realizar seus sonhos. Enquanto Pietra sonha em morar em Paris, Lucas sonha em voltar a montar touros e viajar em um circuito que está para acontecer.  Assim que os dois jovens se conhecem e passam a conviver, surge entre os dois uma forte atração. O problema é que eles não conseguem ficar muito tempo perto um do outro sem começarem a brigar e se provocarem.  

Nós dois fomos salvos por esse amor que nasceu inesperadamente. Contrariando a tudo e a todos, juntamos o melhor dos dois mundos e fizemos dele o nosso mundo. Meu e seu.”

No começo a relação do casal é baseada apena no desejo que ambos sentem. Pietra está decidida a ter Lucas, e para isso ela fará muitas coisas, até mesmo contar com a ajuda da prima do rapaz. Lucas também deseja a moça, mas tenta se controlar e não chegar muito perto dela. Ele não quer ser mais um na lista de pessoas que Pietra usou e depois descartou. E com isso eles vão seguindo com as brigas e provocações, que serve para tornar o livro ainda mais divertido. Adoro quando existe essa relação de cão e gato nos livros, me faz rir muito e torna a leitura mais agradável e leve.

Nunca provoque um peão: ele só precisa de oito segundos para te enlouquecer”.

Aos poucos vemos a mudança em Pietra, na forma como ela começa a enxergar a própria vida, a forma como ela viveu até aquele momento, o quanto sua vida era vazia. Ela percebe que deseja mais: deseja um futuro, deseja ter uma carreira e uma pessoa que a ama do seu lado. Essa mudança ocorre depois que ela e Lucas começam a se conhecerem melhor. 

Como disse, mesmo sendo um livro clichê e previsível, eu gostei muito da narrativa, dos personagens, da trama que os envolve, do amor que os une, eu adorei! Camila Moreira tem uma escrita super envolvente, descontraída, leve, sensual e emocionante. Eu recomendo o livro para quem gosta dos livros da autora, ou para quem gosta desse gênero literário.


 


3 Comentários

  1. Olá!
    Li "O Amor Não Tem Leis" da autora e acabei não gostando da sua escrita naquele livro, mas quando li "8 Segundos", me apaixonei.
    Foi muito bacana ver a mudança na Pietra, né?
    Parabéns pela resenha.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  2. Nem sempre os clichês têm que ser todos a mesma coisa, né? Alguns nos surpreendem, e que bom que você aproveitou esse :) Não sei se faz meu estilo (não o clichê, mas a história), mas mesmo assim é algo que eu posso vir a ler no futuro <3
    beijos, Dani!
    http://http://www.renatavarela.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!