Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. 
Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. 
Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Romance | 368 Páginas | Cortesia Editora Arqueiro | Skoob | Classificação:  4,5/5

Eu nunca tenho do que me queixar quando o assunto é Dani Atkins. Essa autora maravilhosa conquistou meu coração com “Uma Curva no Tempo”, depois disso, a cada livro seu que é lançado, eu fico ansiosa para ler. E não foi diferente com “Nossa Música”. Esse livro é sobre uma história de amor, mas acima de tudo, é sobre amizade e família.

Tudo começa quando Ally conhece aquele que viria a ser seu grande amor e também sua grande desilusão amorosa. Ela e David se conheceram quando Ally precisou substituir uma pessoa em um concerto, depois disso, eles logo se apaixonaram. Mesmo ambos sendo de mundos diferentes e sempre estarem brigando por motivos bobos. Mesmo com tantas brigas, eles sempre se acertavam, até o dia em que Charlotte entra na vida do casal. Tudo começa a desmoronar na vida de Ally quando Charlotte passa a morar na mesma casa de David e seus colegas. O que poderia se tornar uma grande amizade entre as duas, foi por água abaixo quando David socorre Charlotte quando a mesma estava precisando, esquecendo de um compromisso importante que tinha com Ally. A garota vendo que não conseguiria ficar perto de David depois disso resolve voltar para a casa dos pais, sem ao menos se despedir de David. É durante o tempo que passa na casa de seus pais e ainda tentando esquecer David e todas as lembranças, que Ally conhece Joe. Os dois logo se tornam amigos, uma amizade que mudaria a vida de Ally para sempre. Logo ela percebe que Joe seria aquela pessoa que estaria ao seu lado para sempre.

“Nosso relacionamento se transformara em um trem desgovernado prestes a descarrilar. E embora nós dois soubéssemos que seríamos as grandes vítimas desse acidente, não havia nada que pudéssemos fazer para impedi-lo”.

Mas, como a vida é uma caixinha de surpresas, uma noite foi o suficiente para mudar a vida de Ally. Quando recebe a notícia de que Joe sofreu um acidente e foi levado para o hospital, Ally, ao sair de casa, não poderia imaginar que teria uma surpresa inesperada ao chegar ao local. O destino preparou um reencontro para Ally e Charlotte, as duas se reencontram na sala de espera do hospital. David, marido de Charlotte também está sendo atendido no mesmo lugar que Joe

É quando se reencontram no hospital que percebemos que a história que envolve Ally, Charlotte e David ainda não acabou. Cada um ainda tem muito que dizer e ouvir. Charlotte ainda sente-se insegura com relação à ex de seu marido, seu medo de que David ainda ame seu grande amor do passado. Enquanto Ally tenta esquecer as constantes lembranças que insistem em se fazer presente e se concentrar em seu futuro, em seu marido que está lutando pela vida.

“Eu a queria apagada de sua cabeça, de seu coração e de sua alma, e durante algum tempo pensei que isso tivesse acontecido. Mas será que eu estava apenas me enganando?”

Dani Atkins tem uma forma única e incrível de escrever. A autora nos encanta com suas palavras, com seus personagens. Todo o livro é contado intercalando presente e passado, e temos a chance de ler sobre o começo de tudo: do amor entre Ally e David, da quase amizade entre as duas mulheres, da dor da separação, do recomeço de Ally e de como a vida sempre nos reserva o melhor, basta estarmos abertos a novos sentimentos. Dani Atkins tem o dom de fazer com que nos envolvamos com seus personagens, nos fazendo sentir a dor, o sofrimento de cada um... É claro que com isso estamos correndo o risco de nos desidratar de tanto chorar.

"Pareceu haver um motivo para que estivéssemos todos ali, naquela noite, naquele lugar. Pessoas precisavam ser curadas, e não por médicos e enfermeiros, mas por nós. E a cura estava acontecendo naquele instante."

Nossa Música é uma linda história amor, emocionante do começo ao fim. Que nos conquista e nos faz segurar as lágrimas que insistem em cair. É um livro que indico a todos que buscam uma história sobre amor, superação, amizade, perdão e família. 







11 Comentários

  1. Ola
    O jeito que a autora escreve é mesmo único. Eu fiquei encantada com esse leitura porque na verdade, emoções intensas é o que não faltam né?! Eu Adorei poder conferir as suas impressões a respeito, em especial por poder me identificar com sua opinião. Também indico muito essa leitura!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O estilo da Dani Atkins é realmente único. Fico feliz que você também tenha gostado do livro.

      Excluir
  2. Oi, ainda não li nada da autora e só vejo elogios para ela. Essa obra, pela sua resenha é exatamente o que estou buscando, um livro sobre amor e amizade e ainda por cima emocionante. Já quero pra ontem. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helyssa.

      Você precisa conhecer e ler os livros dessa autora. Tenho certeza que você vai gostar.

      Excluir
  3. Olá Dani,
    Estou louca de curiosidade para ler esse livro, pois acho a premissa dele muito interessante e adoro essas obras que intercala entre passado e presente, nos dá uma amplitude maior para a história. As duas mulheres parecem ter muito o que se perdoar e entender e isso me agrada muito.
    Espero curtir a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada da Dani Atkins, somente resenhas dos livros dela e sempre muito bem faladas. A história desse livro parece ser emocionante, daqueles que vc suspira do início ao fim.

    Fiquei muito curiosa para ler algo sobre a Dani, pois parece ser sensacional. Mas já tenho que preparar o lenço pq deve vir fortes emoções.

    Parabéns pela resenha, ficou linda.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Adorei sua resnha, e, que fotos lindas!!! Parabéns <3
    Gostei bastante dos seus comentários e fiquei pensando aqui que essa leitura é a minha cara e por algum motivo não identificado eu não o solicitei para a editora :(
    Adorei os elementos que compoe a obra e espero poder ler em breve ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Diane.
      Que bom que você gostou. Quando tiver a chance, solicite a editora. 😉

      Excluir
  6. Quando tive meu primeiro contato com a Dani Atkins em Uma Curva no Tempo, sabia que ela seria daquelas autoras que eu iria amar e que seus livros iam ser destruidores de coração. Não foi diferente, Nossa Música não entrou na minha meta de leitura desse ano por medo de sofrer de depressão de tantos livros de sofrência. Amei sua resenha e já me vejo destruída quando fizer essa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?
    Nossa, que situação hein! Nem me imagino nessa posição, e nem sei de que lado ficar. A garota não tem culpa, mas muito menos a esposa! Parece ser uma trama e tanto, espero poder ler em breve!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!