18 de agosto de 2017

[RESENHA] Casada até quarta - Catherine Bybee


O contrato de casamento deles previa tudo.. menos se apaixonar.O primeiro livro da série Noivas da Semana.
Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu.
Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele. 
Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.

Romance Contemporâneo | 196 Páginas | Cortesia Editora Verus | Skoob | Classificação: 4,5/5


No último fim de semana estava sem animo para ler um livro com muitas páginas. Geralmente não tenho problemas com o tamanho de um livro, mas como não estava muito animada para um livro com mais de 300 páginas, resolvi pegar esse livro da estante e ver se conseguia me animar com a leitura dele. Comecei a ler um pouco tarde da noite e, felizmente, consegui termina-lo no dia seguinte. É uma leitura muito leve, descontraída, fofa, bem envolvente; tudo o que precisava naquele momento.

Casada até quarta é a mais nova aposta da Verus Editora. Mais uma série de livros divertidos para nos tirar da tão famosa ressaca literária. No livro, conhecemos o charmoso e irresistível Blake. Para completar todo seu charme e gostosura, ele ainda é um duque. O único problema de Blake é que ele precisa se casar. Sem problemas, correto? Na verdade, há um problema: Blake precisa se casar imediatamente, tipo para ontem. Antes de morrer, seu pai deixou no testamento que o rapaz só teria direito a sua herança e ao título se estivesse casado até este ter completado 36 anos. Blake não tem tempo para procurar a esposa ideal, por isso, ele recorre a uma agência de relacionamentos para resolver esta questão para ele. Um encontro é marcado entre ele e o dono da empresa para que este lhe apresente as candidatas perfeitas. Ao chegar ao local do encontro, Blake não imaginava encontrar a linda e inteligente Samantha Elliot. E o que Sam não imaginava era que Blake a escolheria para ser sua esposa. E agora, como fazer isso se existe entre eles uma forte atração? Como Sam poderia ficar casada e ainda resistir a tentação que atende pelo nome de Blake Harrison.  


Você deve estar pensando que se trata de mais um livro clichê como tantos por aí. Porém, é um clichê tão leve e gostoso de ler, que você esquece-se de tudo e se concentra somete na história. O tema também é um que conhecemos muito bem: relacionamentos de conveniência. Mas a narrativa é muito bem escrita e desenvolvida, que não nos importamos por estarmos lendo mais um livro assim. A autora não fica enrolando muito para que as coisas aconteçam. E isso foi o que mais gostei no livro, tudo acontece na hora que tem que acontecer. O que começou com um acordo, logo progride para uma amizade e, em seguida, amor. Catherine Bybee não cria dificuldades para que o casal não fique juntos, tudo é bem simples, o que me fez gostar ainda mais do livro.

Os personagens são encantadores: Blake, apesar de ser um sedutor, também sabe ser carinhoso e se preocupa muito com a Sam e com a felicidade dela. Ele vê nela uma pessoa com quem pode ter uma conversa sincera. Sam é uma mulher que precisou enfrentar muitas coisas na vida. Ela tem dificuldades em confiar em pessoas do sexo masculino, mas aprende a confiar em Blake, e passa a conhecer um lado do marido que ele não mostra a mais ninguém. Existe mais que atração entre eles; existe amizade, companheirismo, e carinho.  

Como eu adoro (às vezes) um bom clichê. Casada até quarta é apaixonante, leve, fofo, divertido; uma ótima dica para quem precisa de uma leitura rápida e sem muita enrolação.




9 comentários:

  1. Oi!!

    Dani, assim como você eu tenho fases que amo um bom clichê e essa série já esta na minha lista. A editora verus apostou muito bem, pq estou de olho nessa saga. Obrigada pela dica e boa sorte com o livro de 300 paginas rs... beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nada como um bom clichê leve e divertido para nos tirar de uma ressaca literária, não é mesmo?
    Sempre que entro nessa zona complicada procuro um livro assim para me animar nas leituras.
    Gostei muito da premissa do livro, ainda mais por ter relacionamento por conveniência. É batido, mas sempre é uma leitura prazerosa e leve.
    Anotei a dica ^^
    Abs e parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  3. Olá, ótima resenha. "Casada até quarta" parece mesmo uma romances daqueles clichês mas que rendem uma leitura leve e divertida.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu gosto muito do catalogo da editora Verus e este livro já está anotado na minha lista, mesmo que todas as resenhas que li diga que um clichê, eu nem ligo pra clichê desde que seja bem desenvolvido qual o problema? rs
    Parabéns pela resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá! Também curto um bom clichê! Achei a premissa bem legal e fiquei curiosa para conhecer a história. Parece ser um romance bem gostoso e divertido de ler, pretendo ler a série, beijos!
    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Não curto romances de época, mas pra quem gosta com certeza será uma leitura e tanto, vou indicar à minha amiga que é super fã do gênero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Na verdade, não é romance de época... Mas é uma pena que você não tenha se interessado pelo livro. :)

      Excluir
    2. Caramba, achei que fosse! Como li que o rapaz era um duque, imediatamente associei a esse gênero. Mas ainda assim, não é uma leitura que tenha me chamado a atenção.

      Excluir
  7. Oi Dani,
    Adoro a premissa desse livro, mas tenho medo de ler e me decepcionar, sabe? Fiquei contente por você ter curtido os personagens e por ter dito isso do clichê: que é gostoso.
    Acho que vou tentar ler, quem sabe, eu posso curtir?
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo