22 de setembro de 2017

[RESENHA] Cadu e Mari - A. C. Meyer

Mariana trabalha em uma badalada revista de moda. Tem um bom salário, é muito competente... E tem uma queda pelo chefe, daquelas bem poderosas. Eles vivem em mundos completamente diferentes, e Mariana sabe que nunca acontecerá nada entre os dois. Até que Carlos Eduardo repara que sua secretária é muito, muito bonita. O amor entre os dois é arrebatador, e Cadu e Mari sentem que nasceram um para o outro. Mas as coisas logo começam a desandar. Talvez Cadu ainda não esteja preparado para confiar em uma pessoa que teve uma vida tão diferente da sua; talvez Mari ainda não se sinta segura em dividir sua realidade com o chefe. Para viver esse amor, os dois precisarão enfrentar preconceitos e vencer intrigas. Será que estão prontos?

Romance | 280 Páginas | Cortesia Galera Record | Skoob | Classificação: 3/5 

Leia também a resenha de: 
ABC do amor - A. C. Meyer, Brittainy C. Cherry e Camila Moreira 


Este não foi meu primeiro contato com a escrita da A. C. Meyer. Li um conto dela que fez parte do livro “ABC do amor”, e depois da leitura desse conto, fiquei com um gostinho de quero mais. Por isso, aproveitei a oportunidade e comecei a leitura desse livro. No final, confirmei o que já sabia: A. C. Meyer tem uma escrita leve, divertida, envolvente e muito fofa.  

Cadu e Mari” contará a história de duas pessoas, que, apesar de terem muitas coisas em comum, são de mundos diferentes. Mari trabalha como assistente pessoal de Carlos Eduardo, diretor da revista Be, uma das mais famosas do país. Mari sempre foi muito profissional, concentrada no trabalho, eficiente... uma excelente assistente. Porém, um detalhe que ela não demonstra é a queda que sente pelo seu chefe. Eles nunca tiveram nenhuma aproximação ou momentos juntos, além do tempo que passam na empresa. No entanto, num determinado dia, Cadu passa a reparar em Mari; algo que ele nunca fez até aquele momento. Cadu sempre viu Mari como uma ótima funcionaria, uma pessoa dedicada à função. Ele não entende como nunca reparou na mulher maravilhosa que trabalha para ele.


O envolvimento entre Cadu e Mari acontece de forma bem rápida. De uma hora para outra, Cadu passa a enxergar Mari como ela é: uma mulher linda, divertida, diferente das demais mulheres com quem ele se envolveu. Esse detalhe acabou me incomodando um pouco na narrativa: como o cara tem uma assistente há anos e nunca reparou em todas as qualidades de sua funcionária? Qualidades que, depois que eles estão juntos, ele faz questão de mencionar. 

Depois disso, ele passou a reparar mais em Mari: em se jeito, na forma como ela age. Já Mari, acaba estranhando o comportamento de seu chefe. Porque convenhamos, o cara nunca reparou nela, e de repente começa a conversar e a elogiá-la? Aí tem coisa!

“(...) Mensagem: Estou hiperventilando no banheiro. Meu chefe foi abduzido e deixaram um estranho charmoso no lugar.”


Enfim... Depois de um encontro entre eles, os dois começam um relacionamento, sem que ninguém da empresa fique sabendo. Para que os dois consigam permanecer juntos e que o relacionamento deles tenha um futuro, eles precisarão enfrentar o preconceito de algumas pessoas – tanto dentro da empresa, como na própria família de Cadu. Mari sofre bastante dentro da Be. Como ela não é igual às modelos da revista, ela sofre vários preconceitos, mas acaba suportando tudo de cabeça erguida. Mari tem medo de sofrer com mais um relacionamento, contudo, está disposta a entregar seu coração a Cadu e investir nesse novo relacionamento. Com Cadu é um pouco mais complicado; no começo da relação, ele não sabia se podia confiar em Mari, ainda mais com seu irmão falando tantas coisas a respeito da moça. Mas ele decide passar por cima de tudo isso e se entregar a essa paixão.   

“(...) me sinto derrotado. Não por amar você, mas por não ter sido capaz de manter o maior tesouro que eu poderia encontrar, ao meu lado.”

A relação entre Cadu e Mari é muito bonita, é encantadora. E, embora o amor deles tenha surgido de forma tão inesperada, é perceptível o quanto eles se amam. Apesar de Cadu ainda ter dúvidas com relação a sua namorada; outro fato que me incomodou. Cadu muitas vezes se mostrava um cara ingênuo e um tanto cego para o que acontecia ao seu redor. 


“E sabe o que eu vejo agora? Que só o amor não é suficiente. Eu mereço mais, Mereço ser amada e respeitada; mereço me sentir querida por aquilo que eu sou. Mereço ter a total confiança do homem que está ao meu lado.”

Uma das coisas mais legais do livro foi que, em cada abertura de capítulo, era apresentado o trecho de uma música. O casal tem um gosto musical bem parecido. Foi muito bom reconhecer algumas músicas que conheço e que gosto. No começo do livro há uma playlist com todas as músicas citadas no livro.  

Cadu e Mari” é um romance bem fofo, apesar de parecer ser bem clichê. É envolvente e muito divertido. Um ótimo livro para ler em uma tarde de descanso ou para curar uma ressaca literária.





4 comentários:

  1. Oi! Confesso que não fiquei muito interessada no livro. Achei a história clichê demais e senti falta de algum evento que movimentasse o enredo alem do romamce dos dois.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi a história parece fofa,mas digamos que é mais do mesmo... Então não vi nada que pudesse me cativar para ler a história. Mas parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da capa do livro e das fotos que você tirou!
    Parabéns pelo capricho!
    Deu pra perceber que realmente Cadu e Mari formam um casal super fofo e eu gostei demais de saber dessa questão dos trechos de músicas na abertura de cada capítulo.
    A história me pareceu muito clichê, sim! E por isso só posso ler quando terminar as provas. Vou tentar procurar pelo livro quando estiver menos ocupada.
    Grata pela sugestão!
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Primeiro, lindas fotos! Segundo, apesar de ser bem tranquilo e fofinho, não é o tipo de livro que procuro no momento, mas já deixei anotado na minha lista para que eu possa ler quando estiver com a mente mais descansada.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo