27 de outubro de 2017

[RESENHA] Como se casar com um marquês - Julia Quinn


Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.
Romance de Época | 320 Páginas | Julia Quinn | Cortesia Editora Arqueiro | Skoob | Classificação: 5/5 | Compre na: Fnac  •  Submarino  •  Livraria Cultura  | Leia um trecho 


Este é o segundo volume da duologia escrita pela maravilhosa Julia Quinn. Os dois livros foram lançados este ano pela Editora Arqueiro. Vocês podem ler a resenha do primeiro livro logo abaixo. 


Leia também

No livro conheceremos Elizabeth Hotchkiss. Ela trabalha como dama de companhia de Lady Danbury (uma das melhores personagens da série Os Bridgertons). Depois da morte dos pais, Elizabeth precisou ficar à frente dos cuidados da casa e dos irmãos. Ela não sabe como fará para sustentar os irmãos com o dinheiro que recebe trabalhando na casa de Lady Danbury. Ela sabe que logo precisará se casar. O problema é que, o único homem que propôs casamento a ela é o último homem com quem ela pensa em se casar. Em mais um dia na casa de Lady Danbury, Elizabeth encontra um livro na biblioteca da senhora. Intrigada com o título pra lá de incomum, ela o leva para casa, para estudar melhor o conteúdo do livro. Quando começa a ler “Como se casar com um Marquês”, Elizabeth começa a pensar se os truques do livro realmente dariam certo com ela, e se ela conseguiria arrumar um marido se fizesse exatamente o que o livro pedia. Então, ela resolve que testará as dicas com o novo administrador de Lady Danbury.

No primeiro livro conhecemos James, Marquês de Riverdale.  Depois de receber uma carta da tia – Lady Danbury – pedindo que ele fosse vê-la, afirmando estar sendo chantageada e que precisava da ajuda de James, ele se disfarça para poder investigar melhor e descobrir quem é o chantagista. Acontece que, quando chega à casa da tia, James conhece Elizabeth; e ela é a primeira pessoa na lista de suspeitos dele. Agora, ele precisa descobrir se Elizabeth é mesmo o chantagista. Isso ao mesmo tempo em que tenta resistir aos sorrisos de Elizabeth e a vontade de estar com ela e de beijá-la.

Sem saber que está sendo investigada, Elizabeth passa a treinar os truques do livro com James. Acontece que ela não consegue fazer exatamente o que o livro pede e sempre faz papel de boba na frente do administrador, ou fala coisas sem sentido para ele. Conforme o tempo que passam juntos, Elizabeth e James começam a conhecer mais um do outro, e com essa aproximação, vai nascendo entre eles um sentimento que os deixarão muito confusos. James sabe que precisará se casar um dia, e Elizabeth – se não fosse a questão financeira – seria uma mulher muito feliz ao lado de um homem como James. Será que Elizabeth desistirá dos truques para conseguir um marido rico? E James, contará a verdade sobre sua identidade para Elizabeth?

Ah, como eu me diverti com esse livro. Eu não conseguia para de rir, ainda mais quando Lady Dunbury estava presente. A senhora continua a mesma velha rabugenta de sempre, que não mede as palavras e fala o que quer, na hora que quer. Eu amei ainda mais o James. Me apaixonei por ele em “Como agarrar uma herdeira”, mas, como ele não esteve presente em muitos momentos do livro, não foi possível conhecer melhor o personagem. Aqui, ele está ainda mais fofo, mais cavalheiro, mais encantador do que nunca. Foi muito fácil gostar do personagem. Elizabeth também é incrível. Ela é batalhadora, forte, amorosa, tem um coração enorme e uma personalidade admirável.

Com esse livro, Julia Quinn confirmou que sabe escrever muito bem romances de época. Ela sempre me faz feliz com seus livros. Não foi dessa vez que me decepcionei com a autora (ainda bem!). Se vocês querem um livro, ou melhor, dois livros para se apaixonarem, leiam a dulogia Agentes da Coroa. 






7 comentários:

  1. Oi!
    Sempre vejo o pessoal falando super bem das histórias e escrita da Julia Quinn, mas não tenho muito interesse nos livros dela. Não curto romances de época e tenho quase certeza que será difícil um livro desse gênero me agradar.
    Então pulo a dica dessa vez!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii tudo bem?
    Esse livro é realmente uma ótima pedida para quem curte esse gênero, sei que muitos leitores vão enlouquecer conhecendo esse marques, ótima resenha e adorei a capa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    Acredita que ainda não li nada da autora?
    Por não ser o meu gênero preferido de leitura acabo deixando passar algumas pérolas.
    Esse ano infelizmente a lista já está cheia, mas tentarei ler essa série nova dela para o ano que vem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Também me divertir com o enredo e personagens. As cenas dela presa como espiã são hilárias. Julia Quinn é leitura obrigatória para quem gosta do gênero.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Oiiii

    Já tentei ler Julia Quinn, o primeiro da série Bridgerton e infelizmente não funcionou muito bem, acho que não estava no momento... Ainda assim acho a proposta dessa nova série bem divertida e pretendo ler a primera parte, Como agarrar uma herdeira. Quem sabe ai eu mudo minha opinião coma autora.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá tudo bem??
    Gostei muito da sua resenha e é muito bom quando um autor ou autora que gostamos consegue fazer com que a gente acabe dando risadas com a história, nunca li Julia Quinn, simplesmente porque não sou muito chegada no genero de romance de época, mas acho válido um dia eu pegar para ler :)
    Beijus

    ResponderExcluir
  7. Olá, li a pouco tempo uma resenha desse livro e confesso que dentre os livros da Julia Queen, foi dos que menos me interessaram. Não sei, tem algo essa história que não me agrada, enfim... que você que foi uma leitra divertida e agradável pra vc. Bjs

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo