30 de outubro de 2017

[RESENHA] Victoria e o Patife - Meg Cabot


Neste romance histórico juvenil escrito pela autora de “O diário da princesa”, acompanhamos a trajetória de Victoria. Criada pelos tios na Índia, ela é enviada a Londres aos 16 anos para conseguir um marido. Mas é na longa viagem até a Inglaterra que a jovem encontra o amor, na figura de Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey. Tudo estaria ótimo se não fosse a insuportável interferência do capitão do navio, Jacob Carstairs. Por que ele não pode confiar na escolha de Victoria? Por que ele não a deixa em paz? Estaria Hugo escondendo algo?

Juvenil | 256 Páginas | Meg Cabot | Cortesia Galera Record | Skoob | Classificação: 3/5 | Compre na: Fnac  •  Submarino  •  Livraria Cultura 

Mais um livro que eu estava muito ansiosa para ler, mas que no final, não superou minhas expectativas. Sabe quando você gosta de um livro, mas não tanto para ficar falando dele para todos? Pois foi isso o que aconteceu com "Victoria e o Patife". Sou apaixonada por romances de época, e quando vi que esse era o gênero do livro e que ele foi escrito pela Meg Cabot, fiquei querendo muito lê-lo. Porém não aconteceu com esse a mesma coisa que aconteceu com os outros livros da autora: não me senti envolvida pela narrativa e nem pelo romance dos personagens.

Vamos conhecer um pouco sobre a história do livro. Victoria vive com os tios na Índia, mas está voltando para Londres para ficar um tempo na capital. A abordo do navio Harmonia, ela conhece Lorde Malfrey. Mesmo sem saber quase nada sobre o homem, Victoria fica noiva dele, ali mesmo, no navio. Sem nem ao mesmo conversar com os tios sobre isso. Acontece que ela herdou uma grande fortuna do pai, com isso, acha que não precisa de permissão de ninguém para nada. No mesmo navio, a jovem conhece Jacob Carstairs, capitão do Harmonia. Jacob assim que fica sabendo sobre o noivado de Victoria, se vê no direito de contar a moça a verdade sobre seu noivo. Acontece que isso se tornará uma tarefa difícil para ele, já que Victoria não consegue ficar perto de Jacob ou conversar com ele sem se irritar; e no final, eles sempre acabam brigando.



Uma coisa que gostei no livro foi que ele possui aquele tom divertido dos livros da Meg Cabot. No entanto, nem mesmo isso conseguiu fazer com que eu me aproximasse dos personagens, ou melhor, da Victoria. A protagonista é uma personagem que, ao invés de se comportar como uma menina da idade dela, agia de maneira inconsequente e mimada. Quem em sã consciência fica noiva de um cara do qual não sabe nada? Simplesmente só para implicar com outra pessoa? Eu vi em Victoria uma pessoa egoísta, imatura e insuportável. Não consegui gostar dela. Gostei bem mais do Jacob e a maneira como ele enfrenta Victoria. Ele não falava o que ela gostaria de ouvir, ele falava a verdade para ela, mesmo se ela não gostasse do que estava ouvindo.

Um dos motivos pelos quais sou apaixonada por romances de época é o romance, o envolvimento dos protagonistas. Contudo, nesse caso, eu não torci pelo casal, não suspirei por eles, nem fiquei ansiosa pelas cenas deles dois juntos. Queria que a autora tivesse desenvolvido melhor o relacionamento dos personagens; que desenvolvesse melhor os próprios personagens. A trama não me convenceu e o final foi um pouco decepcionante para mim. Esperava muito mais desse livro.

Em suma, Victoria e o Patife não conseguiu suprir minhas expectativas. Eu teria preferido um livro com mais páginas, onde a autora explorasse mais os personagens, onde ela desenvolvesse melhor o enredo. Fiquei com a sensação de que a protagonista permaneceu a mesma pessoa, que ela não teve um crescimento pessoal ou que aprendeu com os erros cometidos. Por fim, digo que o livro não funcionou comigo, mas possa ser que funcione com você. Talvez você goste. Quem sabe?






24 comentários:

  1. Já li livros da Meg Cabot e é realmente incrível a forma como ela consegue nos envolver e divertir com os personagens, que pena ela não ter conseguido fazer isso nesse livro. Pela sua resenha a Victoria parece muito com algumas amigas minhas, e assim como com elas, acho que eu iria me frustar bastante com a personagem devido a seu comportamento. Parece que o único personagem sensato dessa história é Jacob (na vida eu sou ele) haha

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, esse livro estava na minha lista mas vi alguns pessoas dizendo que a leitura não foi muito agradável. Não gosto muito de personagens mimadas só se na trama tiver um bom desenvolvimento mais não é o que a história planeja. Pretendo ler outros livros da autora.

    www.mundofantasticodoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Ainda não tive oportunidade de ler quase nenhum romance de eṕoca, apesar de ter grande vontade de conhecer melhor, pelos inúmeros comentários positivos que leio por aí.
    Já tive uma experiência horrível com personagens mimadas e egoístas, e realmente atrapalha muito no envolvimento entre leitor e personagem e também no desenrolar da história.
    Enfim, ótima resenha!

    Beijão
    https://cantinhodaescritaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto dos livros de Meg Cabot, nunca espero demasiado deles, são livros óptimos para leituras leves e despretensiosas, por isso tenho curiosidade com este =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  5. Uma pens que não tenha te surpreendido. Tão ruim quando a trama não é convencente.
    Adorei a sinceridade quando a protagonista rsrs. Mas tenho que admitir que o livro em si é muito bonito e eu as vezes me deixo levar pela capa :(

    Feliz Halloween
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Tudo bom?
    É ruim quando um livro de certa forma nos decepciona né?
    Eu por enquanto tô fugindo dos livros da autora, pois já tentei ler e não me senti conectada com a história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, apesar de eu amar romance de época, esse não me chama atenção por me parecer um infanto juvenil, eu gostei muito de saber a sua opinião sobre o livro

    ResponderExcluir
  8. eu não curto nem o gênerop,nem a autora. e acabei ganhando ele num evento da editora haushushaushasuhs mas ai troquei com uma amiga minha por Star Wars hahaha

    pena que vc não aproveitou de boas a leitura, mesmo gostando de Meg... =T
    bjs...

    ResponderExcluir
  9. Oie amore,

    Sempre ouço excelentes comentários dos livros da MEG, ainda não conhecia esse, mas de cara já curti.
    Uma pena não ter despertado tanto seu encantamento com a história, boa sorte nas próximas leituras.


    Beijokas!
    Blog Faces de Uma Capa

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Nossa, sua resenha traduziu exatamente o que senti lendo esse livro. Achei a Victoria insuportável, mimada e muito fútil. Também gostei muito mais do Jacob, principalmente pelo modo como ele desafia a Victoria.
    Apesar de até ter torcido pelo casal (só para o Jacob não sofre haha), também senti falta de um desenvolvimento maior que fizesse com que eu ficasse realmente envolvida com a trama.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e a foto está linda.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Sou muito apaixonada pela escrita da Meg Cabot, mas eu não i todos os livros escritos por ela justamente por não querer me frustrar.
    Quando vi a capa de Victoria e o Patife eu logo imaginei uma comédia romântica deliciosamente do jeito Mag Cabot, mas depois li sinopse é vi o gênero da história... Coloquei meu pé bem atrás.
    Lendo sua resenha, tenho a impressão que ficaria com os mesmos sentimentos.
    Enfim, adorei sua sinceridade e as fotos.
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi,

    É triste mesmo se decepcionar, eu imagino como é. Eu nunca li nada da autora e confesso não ter muito interesse sabe? Não sei bem explicar. Quando eu olho para essa capa, mesmo sendo linda, eu enxergo algo infantilizado. To fugindo disso. Mas enfim, parabéns pela sinceridade da resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Sou apaixonada pelos livros da Meg, ainda não tive a oportunidade de ler esse. Eu sei como é essa de não gostar da mocinha do livro, eu também sou bastante exigente e fiquei na mesma sensação de que como uma pessoa fica noiva de um cara que ela nem conhece assim do nada?!.

    Mas como eus ou mto fã da Meg, vou ler nem que for pra dizer que não gostei do livro. hahahahaha

    Curti muito a sua sinceridade, mesmo sabendo que vc é fã da autora, vc foi sincera o suficiente pra dizer que o livro não foi tão bom quanto vc achava.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom?
    Adoro a escrita da Meg mas esse livro não chamou em nada minha atenção por causa da personagem. Gente que coisa mais ridícula, ficar noiva de um pra fazer raiva em outra pessoa. Não curto personagens imaturas e infantis, então vou passar esse título. Adorei a resenha sincera!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  15. Oi Dani,
    Tenho a impressão que todos os livros da Meg tem essa pegada engraçada e irreverente. Esse é um dos motivos pelo qual quero ler Victoria e o Patife. Entretanto, tenho visto que muitas pessoas dizendo que o casal não convence e que as pessoas não conseguem torcer pelo casal.
    Isso me fez ficar meio assim, mas é uma leitura que preciso fazer para ver o que vou achar.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  16. Às vezes isso acontece mesmo, de um livro não funcionar para a gente. Mesmo a autora sendo alguém que a gente curte muito. Tenho curiosidade em ler esse livro, de tanto que já ouvi falar dele. Mas tô protelando por que tenho a sensação de que podso me decepcionar, mesmo sendo um romance de époco, coisa aue amo.

    ResponderExcluir
  17. Nunca li nada da Meg Cabot e acho que não começarei por este livro quando decidir conhecer sua escrita. As vezes o livor não funciona mesmo, mas isso acontece com todos os leitores e autores.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    os livros dessa autora são sempre tão elogiados que se torna impossível não desejar lê-los, apesar disso eu nunca li nada dela não por falta de vontade, na verdade eu até gostaria mas sempre tem um livro na lista que quero muito mais, entende? Enfim, desse só havia lido elogios até a sua resenha, que gostei bastante por sinal, considero os motivos destacados bem plausíveis e olhando por essa ótica não sei se o livro funcionaria comigo também.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  19. Olá ♥
    Ganhei esse livro no evento de Romances de Época da Record, sou apaixonada pelo gênero, assim como você, mas logo que comecei a leitura, senti que não seria para mim. Diferente de você, não concluí.
    Concordo nos aspectos característicos da Victoria, ela não é uma personagem cativante e só me fez passar raiva no pouco do livro que li. Além disso, zero química entre o casal.
    Eu até compreendo que é a ideia de um romance de época para adolescentes, mas acho que a Meg foi pra um caminho muito diferente do que os romances de época adulto tendem a ir, talvez até por isso tenhamos achado estranho.
    Enfim, passo essa leitura.

    Um beijo,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  20. Esse romance tinha tudo pra dar certo, pena que Victoria muitas vezes foi mimada e fechou os olhos para as açoes de seu noivo, creio que se o romance fosse um pouco maior, seria mais aprofundado e teria espaço para o desenvolvimento dos personagens, uma pena;

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Vi muitos comentários como o seu sobre esse livro, todos que foram crentes que seria uma ótima leitura mas que infelizmente não foi bem assim.
    Eu infelizmente não leria porque não quero arriscar, mas imagino que pra quem gosta vale a pena tentar

    ResponderExcluir
  22. Sério que não torceu pelo casal? Eu torci demais!!! Mas entendo sua decepção, pois, geralmente quando botamos muitas expectativas é normal termos frustações.
    Mas é uma dica super válida pra quem busca leituras divertidas...
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá,

    É a primeira resenha negativa que leio a respeito desse livro, normalmente as pessoas dizem que não gostou da protagonista, mas de resto é de boas. Expectativas é a razão de eu não ler muito livros hypados, as vezes criamos uma certa imagem do livro e quando não é o que esperávamos, dar ruim haha. Pretendo ler esse livro um dia, pois gosto da escrita da Meg, porém sabendo que posso vir a não gostar.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Eu sou apaixonada por romance de época e gosto muito da Meg Cabot, mas confesso que essa combinação não me chamou a atenção desde a primeira vez que vi a obra. É muito chato quando a gente não consegue torcer pelo casal, né? Prefiro deixar essa dica de lado.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo