11 de dezembro de 2017

[RESENHA] O Problema do Para Sempre - Jennifer L. Armentrout


Mallory viveu muito tempo em silêncio. Mas o destino lhe reserva um novo desafio. E ela percebe que está na hora de encontrar a própria voz Já na infância, Mallory Dodge percebeu que só poderia sobreviver se ficasse calada. Teve que aprender a ficar o mais quieta possível. Aprendeu a passar despercebida. A se esconder. Mas agora, após ter sido adotada por pais amorosos e dedicados, ela precisa enfrentar um novo desafio: sobreviver ao último ano do Ensino Médio numa escola de verdade. O que Mallory não imaginava é que logo no primeiro dia de aula daria de cara com um velho amigo que não via desde criança, quando viviam juntos no abrigo. E começa a notar que não é a única que guarda cicatrizes do passado, além de uma paixão adormecida e inevitável.

Jovem Adulto | 392 Páginas | Jennifer L. Armentrout | Cortesia Galera Record | Skoob | Classificação: 5/5 | Leia um trecho 


Antes de ser adotada por Carl e Rosa, Mallory teve uma infância muito difícil. Morando com pessoas abusivas e sofrendo maus tratos, ela aprendeu desde cedo a ficar em silencio. Se ficasse quieta, ela não seria encontrada, e com isso, não seria machucada por aqueles que deveriam cuidar dela e de seu bem-estar. Agora, vivendo em uma nova casa, com pais amorosos e protetores, Mallory precisa recomeçar sua vida. Para isso, ela passa a frequentar uma escola, já que até aquele momento, ela era educada em casa. Ela sabe que não será fácil, mas precisa começar de alguma forma. Ela tenta esquecer seu passado e tudo o que viveu; se concentrar no futuro e em tudo o que fará dali para frente. 



Mallory também sabe que não será fácil na escola, que ela precisará se comunicar, fazer novas amizades. Logo em seu primeiro dia de aula, ela reencontrar Rider: o garoto corajoso que sempre a defendia, que ficava ao seu lado durante a infância; que contava histórias para ela e a fazia rir; que a protegia de tudo, mesmo que para isso, ele precisasse sofrer no lugar dela. Mas esse Rider está muito diferente do garoto que um dia ela conheceu. Ela não sabe se ele a reconhece, se ele se lembra das coisas que viveram quando criança. Mas ele lembra. Assim que a vê, Rider a reconhece. Ela fica feliz com isso, já que desde que foi adotada, ela não sabia o que aconteceu com ele. Mallory fica feliz por Rider estar bem, por ele está vivo e frequentando a mesma escola que ela. No entanto, aos poucos, ela vai percebendo que Rider esconde algo. Que ele, lá no fundo, não esqueceu todo o horror que viveu na infância; que ele ainda não esqueceu ou superou o passado. Agora, resta a Mallory salvar seu amigo de infância.    

Às vezes você fica tão presa na própria cabeça que não... Bem, você não vive de verdade. [...] é só que às vezes acho que você perde o que está acontecendo ao seu redor, porque está preocupada demais com o que os outros estão pensando sobre você e suas escolhas.”

"O problema do para sempre" é um livro impactante e profundo. Assim que você inicia a leitura, você percebe que não será fácil, que você irá sofrer e se revoltar. Lendo, você percebe como é a vida de muitas crianças e jovens pelo mundo. Como pode ser cruel a forma que elas vivem: sofrendo abusos - tanto física, como emocionalmente -; e quanto dessas crianças não tem a mesma sorte da personagem. No livro, Mallory foi adotada por pessoas boas, amorosas, protetoras... Mas, quantas crianças têm essa segunda chance de ser feliz? De ter uma infância, uma boa vida? Quantas pessoas crescem sem ter esquecido os horrores que viveram na infância nas mãos de pais ou guardiões abusivos. Quantos deles crescem com sequelas, destruídos e com sérios problemas para se relacionar. 



Conhecendo Carl e Rosa, você passa a se questionar o porquê existem pais que ferem seus filhos. Que, ao invés de darem amor, são tão cruéis. Amei demais esse casal e o que eles representam. Também gostei muito da Mallory e a forma como ela evoluiu durante a narrativa. Se no início do livro era uma pessoa fechada, calada, ao final da narrativa ela se mostrou uma garota forte, que precisou enfrentar seu passado, que enfrentou as suas piores lembranças e venceu. Rider foi um personagem que me emocionou: ele se mostra ser um garoto que não tem problemas, que é feliz. Contudo, por dentro ele está quebrado, ele ainda sente culpa pelo o que sofreu, e ele é o que mais precisa de ajuda. Rider foi, até certo momento, o único apoio de Mallory, o único que a protegia. E, é muito bonito e emocionante ver o quanto eles se amam, o quanto eles são unidos.

 “Nós todos acreditamos ter a garantia de que as coisas que amamos vão durar para sempre. Mas o problema do para sempre é que ele realmente não existe.”

"O problema do para sempre" foi uma leitura maravilhosa, que abriu ainda mais os meus olhos para o sofrimento que muitas crianças estão vivendo neste momento. Foi uma leitura que me deixou com o coração apertado e com lágrima nos olhos. Um livro que indico a todos.









16 comentários:

  1. A capa do livro já me chamou, assim como o título." Para sempre" mexe comigo e quando li a resenha toda pude sentir o impacto que mencionou ter o livro. Não conhecia a obra, mas fiquei muito instigada a ler, uma ótima dica.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani!

    Tudo bem? Eu fiquei bem curiosa com o título do livro que parece sugerir que temos um problema com o "e viveram felizes para sempre". Então já comecei a ler a resenha com outros olhos.

    Tenho gostado de obras mais profundas e o impactante me deixou mais feliz ainda. Sério, amo quando alguém descreve um livro como impactante. Sobre sofrer e me revoltar durante a leitura: você me ganhou aí.

    Assim como você, não entendo como pais podem ferir seus filhos. Pessoas que dependem e confiam total e completamente neles. Quero muito ler O Problema do Para Sempre. Acredito vá ser bem arrasador, mas uma daquelas leituras bem importantes.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Cara, esse livro foi pra minha lista na primeira resenha que li, acho incrível a reflexão que nos traz sobre algo que não pensamos muito. Normalmente lembramos de casos assim no Natal e Dia das crianças, mas e o resto do ano? E o resto da vida? É algo que realmente precisa ser discutido, por isso achei a idéia do livro espetacular.

    ResponderExcluir
  4. Eu amei a capa do livro e achei bem estilo infantil para adolescente e acho que o que você falou é verdade. Não sabemos o que muitos passam por aí e isto é muito doloroso. Por isto impacta quando lemos, mas isto serve para abrir bem os olhos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Gosto dessas histórias profundas, que me tiram da zona de conforto...mas enredos que envolvem crianças que sofrem maus tratos e abuso me deixam arrasada.
    Não conhecia o livro, até anotei a dica, mas a leitura não será feita agora.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Dani!
    Já tinha lido algo a respeito desse livro, mas não pensei que ele carregasse uma carga emocional tão grande. Fiquei bastante surpresa e vou considerar a leitura desse livro em 2018.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Olá Dani!

    Esse livro já me conquistou só pela capa. Menina, que capa linda? Mas foi a premissa que me conquistou mais ainda. Só de olhar já da para saber que o livro é profundo e sensível e que vai requerer muita sensibilidade e seguro de choro por parte do leitor. Eu não conhecia a obra, mas fui totalmente convencida pela sua resenha a lê-lo.

    Parabéns pela review, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Dani!
    Agora fiquei na dúvida. Uma amiga leu o livro e não curtiu. Achou o livro arrastada e nada parecia acontecer. Ela terminou o livro decepcionada. Agora sua resenha me diz o contrário!!! Tenho que ler e ver por mim mesma, né? Bom, espero gostar. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  9. Oiii tudo bem??

    Não conhecia a obra, e fiquei assustada o quanto ele é pesado, deve ser doloroso o virar de paginas, e a revolta que deve causar. Infelizmente é uma realidade em que vivemos.
    Adicionei aos desejados, preciso compreender melhor sobre ele.
    Adorei a resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  10. Olá!!
    Nossa que leitura foi essa menina? Eu comecei amando capa/sinopse. Eu necessito desse livro demais. Sua resenha deixou-me muito curiosa e instigada. Parabéns bom trabalho. rs
    Os Segredos dos Livros

    ResponderExcluir
  11. Hey!

    Eu não conhecia a obra, mas confesso que fiquei super interessada em ler, a forma como o livro trás tal situação me pareceu muito instigante. Sua resenha colaborou para o meu interesse. Vou ir atrás dá obra para adquiri-la.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Essa capa e essa sinopse são muito instigantes, mas a sua resenha foi o que me convenceu que a leitura será intena pra mim e já quero ler agora.
    Adorei a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu estou louca para ler esse livro da Jenniffer. Sua reseha Acaba de despertar ainda mais esse desejo. Parece que a trama vai me envolver e fazer chorar.
    Amei suas fotos. 😍
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Não imaginava que esse livro fosse ter uma leitura tão intensa e que mexesse tanto com nossos sentimentos.
    O único livro que li sobre crianças adotadas foi aquele do Leão da Arqueiro, e já fiquei bem mal pensando o quanto as crianças assim sofrem, e pelo jeito esse livro trás a mesma vibe.
    Com certeza está nos meus desejados agora

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu ainda não tinha ouvido falar da obra. Pelo o que você falou a obra parece ser realmente tocante. Fico feliz que tenha gostado, mas infelizmente não faz muito meu tipo de leitura. Tenho certeza que muitos irão apreciar essa dica e a sua resenha está realmente maravilhosa! 💜

    Um beijo

    ResponderExcluir
  16. Aiii eu já quero!!
    Amo esses livros que tocam a gente e nos trazem uma lição acima de tudo. Em minha família tenho dois primos que são adotados e acho que ler mais sobre o tema será muito gratificante pra mim.
    Tenho que dizer que não conhecia o livro, mas me apaixonei pela capa. Que doçura e encantamento!!!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2018 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo