10 de janeiro de 2018

[RESENHA] Amante Finalmente - J. R. Ward


Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa....
Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes...
Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira defini-ção de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um.
Romance Adulto (+18) | 700 Páginas | J. R. Ward |  Editora Universo dos Livros | Skoob Classificação5/5 

Leia as resenhas de todos os livros da série clicando aqui

Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.

Eu não sei como começar essa resenha. Desde que esse casal apareceu pela primeira vez, eu estava muito ansiosa pela leitura desse livro. Ainda mais quando teve indicação de que eles se envolveriam num relacionamento. Eu, particularmente não tenho problemas com livros com personagens gays, então esse detalhe não foi incomodo para mim. Eu não aguentava mais esperar por esse livro, eu precisei esperar muito para ver Qhuinn e Blaylock juntos. Mesmo que eles tivessem aparecido nos livros anteriores, a relação deles era bem complicada. Eu torcia tanto pelo casal, eu sonhava em com os momentos deles dois juntos. Esse foi, sem dúvida, um dos melhores livros da série.  

A vida de Qhuinn nunca foi fácil. Ele sempre foi rejeitado pela família por conta de um pequeno detalhe: ele possui um olho verde, outro azul. Para a sua família, isso era considerado um defeito, algo que eles consideravam inadequado para pessoas como eles. O único consolo de Qhuinn era seu melhor amigo, Blay. Eles sempre foram inseparáveis, mas isso mudou quando Blay declara estar apaixonado por Qhuinn. O vampiro não sabe o que fazer depois dessa revelação. Ele – naquele momento – não sentia nada por Blay além da amizade (isso é o que ele dizia). Passa-se um tempo e Blay decide que tentará esquecer o amor que sente pelo amigo e partir para outra. Ele, então, começa um relacionamento com o primo de Qhuinn, Saxton.  Qhuinn sempre quis uma família, sempre sonhou com a possibilidade de ter um filho. E quando Layla surge com uma gravidez, ele enxerga na criança a chance de ser – finalmente – feliz. O problema é que mesmo sendo um membro da Irmandade, com um filho a caminho, ele ainda sente que falta algo em sua vida. Qhuinn não é mais tão próximo de Blay, e ele sente falta do amigo, de estar com ele, de sua amizade. E, ao passo que ele começa a entender (e aceitar) o que sente por Blay, talvez seja tarde demais para eles.

“– Você é perfeito do jeito que é. – A voz de Blay era forte. – Não há nada de errado com quem e o que você sempre foi. Estou orgulhoso de você. E eu te amo. Agora… E sempre.”

Só de imaginar esses dois juntos, eu começo a suspirar. Sério gente, esses dois são uma das melhores coisas da série. Quem conhece a série sabe que quando os protagonistas estão juntos, as coisas pegam fogo. Mas, parece que com esse casal, é ainda mais sexy e quente. Quem lê os livros sabem que os homens da série são de tirar o fôlego. Agora imaginem esses dois juntos? Por isso eu digo que se você não se sente confortável com esse tipo de livro, é melhor você não ler. Você não conseguirá apreciar a leitura, e ela será muito decepcionante para você. Mas para quem gosta, LEIA, POR FAVOR!

“O beijo que foi pressionado contra sua boca era como um ato de reverência, o contato tão leve quanto o ar tranquilo e quente no quarto. Era o beijo do amante que consumava o ato, o tipo de coisa que ele havia desejado ainda mais do que o sexo.”

E, não é somente isso que tem no livro. Por trás de todo erotismo, tem uma história maravilhosa que envolve os protagonistas. É muito bom ver Qhuinn encontrando um lugar no mundo, encontrando pessoas que se importam com ele. Era sempre agoniante acompanhar as cenas entre ele e seus pais. A vontade de poder entrar no livro e abraçá-lo e dizer que ficaria tudo bem era muito grande. E quando as coisas começam a melhorar para ele, eu chorei de alegria.


“– Eu vivia para a noite, porque eu podia ir para sua cada. Era a única coisa que me mantinha seguindo em frente. Você era a única coisa, na verdade. Era você.”

Amante Finalmente foi o segundo livro que favoritei da série. Ele é MARAVILHOSO, uma leitura deliciosa, divertida, fofa, romântica, triste... Enfim... Eu não sei – até agora – o que dizer dessa obra. Eu não consegui parar de ler, e quando o livro chegou ao fim, eu não sabia o que fazer. Eu quis ler mais uma vez. Eu não estava preparada para me “despedir” do casal, sendo que eles aparecerão bem pouco nos próximos livros.

“– Estou orgulhoso de você… E eu amo você. – Blay repetiu. – Sempre. Esqueça sua antiga família… Você tem a mim agora. Eu sou sua família.”






6 comentários:

  1. Oiiii, apesar dessa série ser super conhecida e comentada, você acredita que nunca li nada deles?? Lendo sua resenha, confesso que fiquei bem curiosa agora!

    ResponderExcluir
  2. Gosto quanto a autora se dá ao trabalho de escrever uma estória, um drama, por trás do erotismo que tem o livro, alguns só colocam sexo e acham que é tudo.
    Não conhecia a série, mas deixo a dica anotada, quero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não sei se eu leria esse livro, mas não tem nada a ver com o casal gay, não. Só não tô muito a fim de ler livros com vampiros, acho que cansei desse tipo de história... Mas quem sabe em outro momento?
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Gostei muito da sua resenha. Já tem um tempo que não leio nada sobre vampiros. Teve uma época que lia tudo que tinha vampiro, acho que cansei.
    Parabéns pela resenha.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu adoro esse livro é essa série. E senti que mesmo desenvolvendo o amor dos dois, ainda faltava algo que só foi finalizado no livro da Layla. Adorei sua resenha.
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Nossa que máximo acompanhar sua empolgação com a leitura. Bom demais quando uma história nos fisga desse jeito, fico feliz por vc.
    Confesso que nunca tive a curiosidade para ler essa série, apesar de sempre ler elogios a cada um dos livros. Confesso que o que me mantém longe da série é a quantidade de livros e páginas que ela tem. Mas quem sabe um dia né!? Também não tenho problema com casais homoafetivos.
    Foi ótimo conferir suas impressões. Parabéns pela leitura e pela resenha.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2018 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo