19 de janeiro de 2018

[RESENHA] Um encontro de sombras - V.E. Schwab

Kell e Lila estão de volta nesta sequência de Um tom mais escuro de magia Quatro meses se passaram desde que a pedra sombria caíra nas mãos de Kell. Quatro meses desde que seu caminho cruzara com o de Delilah Bard. Quatro meses desde que Rhy fora ferido, que os gêmeos Dane foram derrotados e que a pedra fora enviada com o corpo moribundo de Holland, pelo portal, de volta para a Londres Preta. Em diversos aspectos, as coisas quase voltaram ao normal, apesar de Rhy ficar mais tempo sóbrio e de Kell estar sempre assolado pela própria culpa. Inquieto e tendo desistido dos contrabandos, Kell é frequentemente visitado por sonhos sobre acontecimentos mágicos de mau agouro, acordando apenas para pensar em Lila, que desapareceu no píer como sempre desejara fazer. Conforme a Londres Vermelha finaliza as preparações para os Jogos Elementais (uma competição de magia internacional e extravagante com o intuito de entreter e manter saudáveis os laços entre os países vizinhos), certo navio pirata se aproxima, trazendo velhos amigos de volta ao porto da capital. Mas, enquanto a Londres Vermelha está absorta em bajulações e nas emoções dos Jogos, outra Londres está gradualmente voltando à vida, e aqueles que se pensava estarem perdidos para sempre retornaram. Afinal, uma sombra que se esvai no meio da noite reaparece pela manhã, e tudo indica que a Londres Preta se ergueu novamente. Sendo assim, para manter o equilíbrio da magia, outra Londres deve perecer.
Jovem Adulto | 560 Páginas |  V.E. Schwab | Editora Record | Skoob | Classificação: 5/5 

Leia também:


Eu já não aguentava mais de ansiedade, pensando na leitura desse livro. Li o primeiro livro ano passado, devido à divulgação da vinda da autora ao Brasil. Quando aceitei ler “Um tom mais escuro de magia” não sabia o quanto amaria a leitura, o quanto ficaria viciada nessa série e na escrita da autora. Talvez essa resenha tenha pequenos spoilers do primeiro livro. 

Um Encontro de Sombras começa, mais ou menos, alguns meses após os acontecimentos do primeiro livro. Kell voltou para a Londres Vermelha; voltou para a sua família – mesmo que esta o culpe por tudo e olhem para ele com desconfiança. Agora ele está tentando voltar à normalidade, mesmo que não consiga se livrar do que ficou dentro dele e dos pesadelos. Sua vida e a de Rhy não é mais a mesma, ainda mais depois do que fez para salvar a vida de seu irmão. Esse sacrifício deixou marcas: agora ele e Rhy estão ligados, ambos sentem o que o outro sente; o que acontecer com um, acontece com o outro. Também vemos como está a vida de Lila depois que ela foi embora da Londres Vermelha buscando sua liberdade. Agora ela está a bordo de um navio, como parte da tripulação do Night Spire, comandado pelo capital Alucard Emery. Após um momento, vemos que ele se torna uma espécie de mentor para Lila. Fazendo com que ela entenda e aprenda a controlar a magia recém descoberta.  



Na Londres Vermelha está para acontecer os Jogos Elementais. E essa será a oportunidade perfeita para Lila. Com isso, ela rouba a identidade de um participante e passa a competir com os competidores das três nações desse mundo. Isso faz com que ela volte e tenha um reencontro um tanto inesperado com Kell, o qual não consegue esquecê-la. Depois de tudo o que aconteceu na noite negra, a maioria da população da Londres Vermelha está com medo do Antari. Alguns tem medo dele, esperando que algo volte a acontecer. Sua família o trata de forma diferente. Ele agora é vigiado, sempre com escolta. Tudo isso faz com que Kell se sinta preso, sem poder fazer nada para gastar toda a energia presa dentro dele; isso sem contar a saudade que ele sente de Lila. Para ajudar seu irmão, Rhy decide inscrevê-lo nos Jogos Elementais. Rhy pensa que assim ajudará seu irmão a voltar a ser o que era antes de tudo acontecer. 

Rhy também não é mais o mesmo. Sua ligação com Kell está cada vez mais forte. Não é somente sentir quando seu irmão se fere, mas também, as emoções que Kell sente. Ele também sofre com os pesadelos e com a culpa por fazer seu irmão sofrer. Ele sabe que Kell não se arrisca por conta da ligação, que agora ele carrega a vida de Rhy nas mãos e fará de tudo para proteger o príncipe. Além de tudo isso, Rhy ainda precisa assumir seu papel como o herdeiro do trono. Suas responsabilidades agora são maiores. Ele precisa fazer o que for melhor para o povo.



Se não bastassem todos os conflitos que os personagens precisam enfrentar, ainda temos as atividades da Londres Branca, que todos pensaram que estava morta. A magia está despertando em lugares onde antes não existia mais. Kell precisará mais uma vez lutar pela sobrevivência de sua família, pela Londres Vermelha e pela sua vida. Um Encontro de Sombras é uma leitura viciante, envolvente, misteriosa e cheia de perigos. Temos a presença de personagens que já conhecemos e alguns novos que, acredito, fará uma grande diferença no próximo volume. Foi difícil largar o livro, ainda mais quando tudo começa a se encaixar e a ação passa a ser mais intensa. Ainda torci para que Lila volte à Londres Vermelha e reencontre Kell. Torci para que tudo melhorasse para os personagens, principalmente para o Kell. Contudo, quando a autora me surpreende com o final, e percebo que ainda não tenho a continuação e nem sei quando será lançado o terceiro livro, bateu o desespero e fiquei me perguntando o que faria até lá. Preciso de outra série tão boa quanto essa para me ocupar.

Um encontro de sombras é, sem dúvida alguma, uma das melhores séries que já li. V.E. Schwab não precisou de muito para me conquistar: bastou um bom enredo, personagens fortes e cativantes, um toque de magia e uma história que mescle mistério e ação. Isso foi o suficiente para que eu me apaixonasse por esse livro. Sendo assim, eu recomendo a todos que leiam e descubra você também a escrita maravilhosa de V.E. Schwab.







5 comentários:

  1. Oi Dani, tudo bem? Eu li só o primeiro e fiquei encantada com o universo criado pela autora, achei sensacional! Estou doida para reencontrar o Kell de novo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Eu já ouvi muitos elogios dessa série. Realmente estou com vontade mais ainda de ler.
    Preciso conferir.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi! Eu li a resenha do primeiro e achei bem interessante o universo criado pela autora, apesar de não ser meu gênero favorito. Leria para conhecer mais os personagens que me parecem bem construídos. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. Olá, Dani.
    Eu li A Melodia Feroz no começo do ano e depois quis ler outros livros da autora. E quase comprei esse e o outro livro. Mas dai pensei bem e vou esperar lançar os outros porque depois eles lançam um box pela metade do preço hehe. E também para não ficar no desespero igual a você hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dani.
    EU vi uma resenha negativa do primeiro livro hoje, mas nem isso faz com que eu desista da leitura. Gostei do enredo do livro, imagino que irei gostar se minhas expectativas forem atendidas. Tomara que lancem o livro logo pra você matar a curiosidade.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2018 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo