10 de março de 2018

[RESENHA] Geekerela - Ashley Poston


Um divertido romance que traz a clássica história de Cinderela para os dias de hoje.
Quando Elle Wittimer, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de seu pai morrer, ele transmitiu à filha sua paixão pelo clássico de ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca tinham ouvido falar da série. Mas a produção do filme anunciou um concurso de cosplay numa famosa convenção valendo um convite para um baile com o ator principal, e Elle não consegue resistir. Na Abóbora Mágica, o food truck vegano onde trabalha, ela encontra a ajuda de uma amiga cheia de talentos para moda que vai criar o traje perfeito para a ocasião. Afinal, o concurso é a chance de Elle se livrar das tarefas domésticas impostas pela terrível madrasta e das irmãs postiças malvadas. 
Já Darien Freeman, o astro adolescente escalado para ser o protagonista do filme, não está nada ansioso para o evento, embora o papel seja seu grande sonho. Visto como só mais um rostinho bonito, o próprio Darien também está começando a achar que se tornou uma farsa. Até que, no baile, ele conhece uma menina que vai provar o contrário.
Esta releitura de Cinderela transporta para o universo nerd os principais elementos do clássico conto de fadas, fazendo uma verdadeira homenagem a todos aqueles que sabem o que é ser fã e se dedicar de coração àquilo que amam.
Jovem Adulto | 384 Páginas | Ashley Poston | Editora Intrínseca | Skoob | Classificação: 4/5 | Leia um trecho


Quem conhece a história da Cinderela? Acho que todos! Ainda mais pelas várias adaptações que surgiram. Geekerela é a mais nova versão desse clássico que muitos adoram. Neste livro vemos novamente a vida de uma adolescente que precisa conviver com sua madrasta malvada e suas irmãs igualmente malvadas. Mas esta em questão é um pouco diferente. Danielle, nossa protagonista é uma verdadeira geek, e apaixonada por Starfield. Quem lê a descrição que ela faz dessa série já se lembra de Star Wars e Star Trek. Só esse detalhe fez com que eu me apaixonasse pelo livro.

Como me sentir mais verdadeiro justamente quando estou escondendo minha identidade?

Assim como na história original, Danielle é tratada como uma verdadeira escrava dentro de casa, tendo que fazer todo o trabalho. Seu único consolo é o emprego que ela tem na Abóbora Mágica, um Food Truck de comida vegana. Quando sai a notícia de que seu seriado favorito será adaptado, ela fica com medo de estragarem tudo; ainda mais quando anunciam o ator que irá interpretar um dos principais personagens de Starfield. Darien Freeman é visto como mais um rostinho bonito, e os fãs de Starfield não acham que ele está à altura de interpretar o papel do Carmindor. Todos acreditam que o galã não conhece nada sobre a série e que ele só está na produção pelo dinheiro. Inconformada com a escolha, Elle escreve um post para seu blog. Esse post acaba virando um sucesso na internet, sendo lido por muitos fãs, e também pelo próprio Darien Freeman.
Ao contrário do que todos pensam, Darien Freeman é muito fã de Starfield. Ele conhece tudo sobre a série. E por conhecer e ser fã, ele acha que não se saíra bem na adaptação, e teme decepcionar a si mesmo, e os fãs de Starfield. Apesar de toda fama, Darien é bem solitário. Tendo sempre que obedecer a seu pai – e empresário – ele não possui amigos e vive uma vida bem diferente do que é mostrada nas revistas de fofoca. Por engano, seu caminho se cruza com o de Elle, e eles passam a trocar mensagens. Tudo isso sem eles conhecerem a identidade um do outro. Elle encontra em Darien uma pessoa para quem ela pode falar sobre seus problemas dentro de casa, além de falar sobre a paixão em comum que eles têm por Starfield. Quando passa a conversar com Elle através de mensagens, Darien tem a chance de ser ele mesmo, sem precisar se esconder. Mas será que tudo continuará normal quando eles se encontrarem cara a cara?

- Seria estranho se eu dissesse que entendo como você se sente?- Então podemos ser estranhos juntos.

Elle foi uma personagem por quem todos se apaixonam e se identificam. Ela representa muito bem os fãs, aqueles que são apaixonados por algo, que conhece todos os episódios da série favorita, que sabe tudo sobre os personagens. Quando perdeu seu pai, Elle ficou sem chão. Ele era tudo para ela. Foi ele quem apresentou Starfield para ela. Ele que ajudou a criar a convenção anual para homenagear a série. Essa é a sua ligação com ele. Mas nada disso impede que ela seja insegura, sozinha, que sofra nas mãos da madrasta e de suas irmãs. Darien vive uma vida de mentira. Seu pai só se preocupa com  a fama e o quanto seu filho poderia ganhar interpretando um papel tão importante. O garoto não tem amigos, já que o único que ele considerava seu amigo o traiu. Eu gostei muito do Darien, do quanto ele teme fazer tudo errado. Eu gostei da forma como ele se abria através das mensagens, mesmo que ele não soubesse a identidade da pessoa para quem as mensagens eram enviadas. A verdade é que Elle e Darien forma um casal muito fofo, e eu torci muito por eles.

- Meu pai disse que as coisas só são realmente impossíveis se a gente nem se der ao trabalho de tentar.

Geekerela é muito divertido e cheio de referências a cultura pop. Com isso ele consegue encantar muitos leitores. Sua narrativa é leve e encantadora. O livro ainda tem esse romance fofo que o torna ainda melhor. Quem é fã de Star Trek vai ficar muito feliz (eu fiquei) em ver que muitas coisas foram inspiradas na série. Ainda tem a parte de convenções e cosplayers, que farão vocês se apaixonarem pela narrativa.

- Nós somos quem quisermos ser. Qualquer um pode ser o que quiser.






2 comentários:

  1. Oi, Dani
    Eu adorei esse livro! Achei a Elle um pouco chatinha nos preconceitos dela a respeito do Darien, mas adorei a trama até porque eu adoro releituras, e essa tem um toque bem especial.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Se acredita que eu só descobri que era uma releitura de Cinderela no meio do livro? Kkkkkk' Eu fiquei tipo "Nossa parece Cinderela" ai só depois me toquei...

    maisumleitor.com

    ResponderExcluir

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo