20 de abril de 2018

[RESENHA] Uma Proposta e Nada Mais - Mary Balogh


Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor.
Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.
Romance de Época | 272 Páginas | Mary Balogh | Série Clube dos Sobreviventes #1 | Cortesia Editora Arqueiro | Skoob | Classificação: 4/5


A Editora Arqueiro alegra minha vida com cada lançamento deles. Todos os meses eu fico ansiosa esperando o próximo romance de época que fará meu amor por esse gênero crescer ainda mais. Agora, a nova série da editora é o "Clube dos Sobreviventes". Sendo este o primeiro livro, que contará a história de um sobrevivente de guerra, que precisou da ajuda de outros para poder superar as lembranças da guerra, dos homens que perdeu. Ele e mais alguns compartilharam experiências que tiveram e a dor.
 


Hugo é um homem que costuma intimidar as pessoas, ainda mais pelo seu tamanho e quantidade de músculos. Nascido numa família de classe média, ele nunca teve uma vida cheia de luxos. Mas como seu pai adquiriu uma grande fortuna com os negócios, agora, Hugo é herdeiro de tudo, algo que ele nunca quis. Hugo não tem muita simpatia pela nobreza, os achando pessoas esnobes.  Depois de servir ao país, lutando em batalhas - e na última -, a que o lhe deu o título de herói, Hugo voltou para casa com profundas cicatrizes. Mas não cicatrizes visíveis. Hugo sofre por ter sobrevivido, enquanto os homens que comandou em uma missão suicida acabaram mortos. Para se curar, ele foi levado a um lugar para se recuperar na companhia de outros que, assim como ele, sofria de alguma maneira. Agora, todos os anos, ele volta ao lugar para reencontrar seus companheiros. É durante essa vigem que ele conhece Gwen. Com a morte de seu pai, Hugo precisou assumir as responsabilidades dos negócios e do lar, principalmente com sua madrasta e meia-irmã. Para isso, ele precisará se casar. No entanto, ele não sabe como fazer isso, ele não sabe como encontrar uma esposa.

- A senhora não é, de forma alguma, o tipo de mulher que busco para ser minhas esposa - disse ele. - Eu faço parte de um universo muito diferente do marido que espera encontrar. Mesmo assim, sinto um poderoso desejo de beijá-la. 



Gwen é uma jovem viúva que nunca pensou em se casar novamente. Tendo sofrido durante o casamento, ela agora quer paz e tranquilidade. Mas depois de sete anos sozinha, ela começa a sentir uma solidão que antes não existia. Gwen é dona de uma grande beleza, gentil, sempre com um sorriso no rosto.  Quando recebe uma carta de uma amiga pedindo que ela a visite, Gwen não sabia que conheceria um homem que mudaria sua vida. Após uma discussão com a amiga, Gwen resolve sair para dar uma volta. É, então, que ela se depara com Hugo. À primeira vista, Gwen se sente intimidada pelo seu salvador, mas depois de um tempo, ela passa a se acostumar com o jeito rabugento do homem. É depois desse encontro que começa um jogo de sedução, muita teimosia e momentos apaixonantes entre o casal. 

Hugo possui uma personalidade forte, ele não mede as palavras, sempre dizendo o que pensa, sem se importar com a opinião dos outros. Quando conhece Gwen, ele pensa que ela é mais uma lady esnobe, parte da nobreza que ele tanto despreza. Como ele não nasceu nesse meio, ele não tem nenhum amor por eles. Ele sabe que não se encaixaria, que não seria bem recebido, que seria visto com maus olhos por todos. Hugo é um homem determinado, marrento e grosseirão. Mas também é uma pessoa forte, que ama sua família, que se preocupa muito com os outros; encantei-me por cada parte do personagem. Já Gwen é uma mulher que quer viver uma vida tranquila, deseja um relacionamento seguro e estável. Ela deseja uma família, mas teme que nãos seja capaz de ter uma. Ela é uma mulher que depois de anos, passou a se redescobrir. Junto, ela e Hugo são perfeitos, um casal que passa a aprender um com outro. Eles amadurecem juntos e passam a descobrir mais sobre si mesmos.

- Todos nós precisamos ser amados, Gwendoline, de uma forma plena e incondicional. Mesmo quando carregamos o fardo da culpa e acreditamos não merecer amor. A verdade é que ninguém merece. Não sou religioso, mas acredito que é disso que tratam as religiões. Ninguém merece, mas ao mesmo tempo, todos nós somos dignos de amor. 



Diferente dos outros livros desse gênero, o casal não são pessoas jovens, que ainda não conhecem o amor, e que passam a descobrir sobre ele e sobre as coisas da vida. Aqui, é um casal maduro, com experiências diversas, com uma bagagem a mais. Eles sabem o que querem, eles se entregam ao desejo, a paixão sem reservas ou medo. Outra coisa diferente é que somente um deles veio de uma família rica. Ao contrário da maioria dos livros que os dois protagonistas são da nobreza, aqui um deles veio de uma família de trabalhadores, de pessoas que possuem seu próprio negócio e vive dele.  

Este é o meu primeiro contato com a escrita da Mary Balogh, mas já digo que eu amei demais. A autora soube construir uma narrativa maravilhosa e envolvente, personagens cativantes, que nos fazem torcer por eles. "Uma proposta e nada mais" foi uma leitura agradável, que me rendeu momentos muito divertidos. Adoro livros que falam sobre recomeços, sobre se perdoar, sobre se entregar a um amor real e arrebatador. Agora estou aguardando o próximo livro, que tenho certeza que será tão bom quanto este. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo