26 de abril de 2018

[RESENHA] Uma Sombra Ardente e Brilhante - Jéssica Cluess


O primeiro livro da série de Jéssica Cluess, perfeito para surpreender fãs de fantasias já bem habituados com magia, profecias e triângulos amorosos
Henrietta Howel tem o poder de explodir em chamas. Quando é obrigada a expor suas habilidades ela tem certeza de que será executada. Apenas os feiticeiros podem usar magia, e nenhum deles é mulher. Ela se surpreende quando não só é poupada da guilhotina, mas também nomeada a primeira feiticeira em séculos. Ela é a garota profetizada, aquela que derrotará os Ancestrais – seres sanguinários que aterrorizam a humanidade. Henrietta então passa a treinar dia e noite com um grupo de feiticeiros ansiosos para testar as habilidades – e o coração – da garota da profecia. Mas será que Henrietta é mesmo a garota da profecia?
Fantasia | 336 Páginas | Jéssica Cluess | Cortesia Galera Record | Série Kingdom on Fire #1 Skoob | Classificação: 3/5


Uma Sombra Ardente e Brilhante é o primeiro livro da mais nova trilogia pulicada ano passado pela Galera Record. O livro foi escrito pela Jessica Cluess, e este foi meu primeiro contato com a escrita da autora.

No livro conhecemos a jovem Henrietta Howell, uma professora na Escola feminina Brimthorn. Henrietta não sabe quase nada sobre seus pais, já que os perdeu quando era muito nova. Além disso, a jovem ainda esconde um segredo, algo que se fosse descoberto por outros, colocaria sua vida em risco: ela pode controlar o fogo, fazendo com que as chamas consumam todo o seu corpo. Acontece que, nenhuma mulher pode controlar a magia, ela é somente para os homens. Henrietta teme o que pode acontecer com ela caso seja descoberta. Mas, quando a vida de Rook, seu melhor amigo está em perigo, ela não pensa duas vezes em usar seu poder para salvar a vida dele. No momento em que usa seus poderes, ela acaba sendo vista. Mas o inesperado acontece: ao invés de ser morta, ela é levada para realizar um treinamento junto com outros estudantes. Ao mesmo tempo em que descobre que existe uma profecia sobre uma escolhida, aquela que derrotaria os terríveis Ancestrais, inimigos de todos, que trazem medo, destruição e perigo sempre que atacam; e ela é, supostamente a mulher da profecia. Agora, resta a ela treinar suas habilidades se quer passar pela cerimonia e receber a comenda de feiticeira da rainha.

 “Às vezes, parece que moças são treinadas desde o nascimento para jamais contribuírem com nada de original em uma conversa.”


O grande destaque nesse livro é que ele fala muito sobre machismo, sobre o papel da mulher, sobre viver em uma sociedade machista e conservadora. Henrietta precisará mostrar a todos que pode fazer parte dessa sociedade dominada pelos homens, que ela pode ser tão boa quanto a maioria deles. Ela precisará ser aceita e respeitada por aqueles que não desejam receber ordens ou seguir uma mulher. Esse detalhe na narrativa foi bem interessante e muito bom de ser visto em um livro. 

“Blackwood assentiu para mim, o retrato da boa educação, mas entendi. Ele não me aceitaria como igual. Ele não me considerava uma feiticeira”.


Além disso, ela inda precisa enfrentar suas dificuldades em assumir o controle da magia. Treinando com homens que nasceram nesse meio, que sempre tiveram contato com a magia. Ela terá que se esforçar ao máximo para garantir seu sucesso. Isso, sem contar a dúvida que paira em sua mente sobre ser mesma a profetizada, a escolhida. Além disso, surgem verdades sobre sua vida, sobre sua família que ela precisa manter escondida, manter em segredo para garantir sua segurança e a segurança de seu amigo, já que ele foi com ela para Londres.

“Eu não podia perder meu posto. Por nenhum motivo do mundo. Nem em prol da verdade.”

Como se trata do primeiro livro, não tem muita ação, muita emoção, mas isso não torna o livro menos interessante ou envolvente. A leitura flui muito bem. Para quem já desejava ler este livro, eu indico eles a vocês. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Então deixe seu comentário. Mas lembre-se, não serão aceitos comentários que contenham qualquer tipo de preconceito ou palavras de baixo calão, respeite os demais leitores.

Obrigada por comentar e volte sempre!!

© 2017 x Design e Código: Sanyt Design x Livros e Café • voltar ao topo